logo

Bem Vindos ao Nutrição e Desenvolvimento

Horário de Atendimento
Segunda - Sexta 09:00AM - 17:00PM
Sábado - Domingo FECHADO
NOSSA GALERIA

Seg - Sex 9.00 - 17.00

55-11-3845-7267

Whatsapp 55-11-9833-2857

R. Guarará, 529 - Cj. 58 - Jardim Paulista, São Paulo

Top

10 VITAMINAS E MINEIRAIS E SUAS FUNÇÕES NO DESENVOLVIMENTO INFANTIL

A infância é uma fase onde geralmente as crianças tem uma baixa ingestão de bons nutrientes, seja porque não aceitam diversas texturas e sabores dos alimentos naturais ricos em vitaminas e minerais, ou seja porque a hora de brincar é sempre tão gostosa que sentar à mesa para realizar a refeição parece uma tortura. A ingestão de alimentos ricos em micronutrientes (vitaminas e minerais) é imprescindível para o desenvolvimento físico, psíquico e imunológico da criança. No corpo, esses elementos não agem isoladamente e precisam estar em doses equilibradas para se complementarem e exercerem seus efeitos. ZINCO O zinco está presente em mais de 300 reações químicas dentro do nosso corpo, logo, é possível imaginar a importância de manter bons níveis séricos de zinco. Entre os inúmeros processos...

Share

Mente e corpo: o que você come pode afetar sua saúde mental

O cérebro é o centro de controle do corpo que trabalha dia e noite. Como resultado, requer combustível para continuar funcionando. Ao comer alimentos de melhor qualidade - contendo muitas vitaminas, minerais e antioxidantes - seu cérebro pode se proteger melhor do estresse oxidativo ou dos resíduos produzidos pelo seu metabolismo. Por outro lado, comer muitos alimentos processados ​​ou refinados pode deslocar outros nutrientes e prejudicar seu cérebro. Alimentos com alto teor de açúcar, alto teor de gordura e alto teor de sal causam inflamação. Por exemplo, comer muito açúcar e carboidratos refinados piora a regulação da insulina em seu corpo. Múltiplos estudos encontraram uma ligação entre uma dieta rica em açúcares refinados e função cerebral prejudicada. Isso incluiu um agravamento dos transtornos de humor, como depressão. Aqui...

Share

Idec lança e-book com 10 mitos e verdades sobre agrotóxicos

Texto: Juliana Carrero, Comida de Verdade, Estadão A discussão a respeito do uso de agrotóxicos no País ganhou grande destaque no cenário nacional a partir de maio deste ano, após uma das comissões especiais da Câmara dos Deputados colocar em pauta e aprovar o PL nº 6299/02, conhecido como Pacote do Veneno. De autoria do Ministro da Agricultura Blairo Maggi, o projeto facilita o uso da substância no Brasil. O Instituto de Defesa do Consumidor é uma das entidades que se posiciona contrariamente ao projeto e para ampliar o debate sobre o tema lançou o e-book gratuito 10 Mitos e Verdades sobre Agrotóxicos – Guia prático para uma alimentação mais consciente e saudável, que pode ser baixado no site da entidade. De acordo com o nutricionista do...

Share

Beber consciente e se alimentar adequadamente pode evitar ressacas

Você está curtindo cerveja, coquetéis com amigos e, antes que perceba, a noite se transforma em dia e você acorda com uma enorme ressaca. Você não está sozinho. De acordo com um estudo realizado na Escola de Medicina Wake Forest, cerca de 76 % dos adultos experimentam algum tipo de ressaca após uma sessão de beber. Os resultados são publicados no jornal Addiction. Os sintomas da ressaca incluem fadiga, desidratação, dor de cabeça ou dores musculares, tontura, tremores, taquicardia. "Apenas na década anterior, estamos vendo pesquisas clínicas e pré-clínicas mais sofisticadas avançar nossa compreensão de tudo o que está envolvido em uma ressaca", disse Laura Veach, uma pesquisadora. "Brevemente, temos indicações de que o sistema imunológico e uma resposta inflamatória estão envolvidos quando o alarme de ressaca sai...

Share

Dra. Priscila Machado palestra sobre Inflamação e Esporte | Congresso Longevidade Saudável

No último final de semana @prigusela participou e palestrou da sétima edição do pricnipal congresso sul americano sobre Longevidade @longevidadesaudavel. Em sua palestra Priscila falou sobre Inflamação e Esporte, e como suplementar Ômega 3 corretamente para ajudar na recuperação e aumentar a performance.  Você sabia que ácidos graxos ômega 3 são capazes de reduzir ou limitar a inflamação durante as fases de exercícios de alta intensidade? Cada pessoa deve consultar seu nutricionista, dosar para descubrir a sua deficiência e junto ao seu nutri definir a estratégia de suplementação, mas em geral podemos utilizar a referencia abaixo: Para melhora da saúde muscular: Aumento do torque, força, volume e síntese protéica – Doses de 2 a 4 gr por dia de 2 a 6 meses; Para recuperação pós esforço – 3...

Share

7º Congresso Internacional da Ciência da Longevidade Humana

Entre os dias 16 e 18 de novembro acontecerá o 7º Congresso Internacional da Ciência da Longevidade Humana, o evento traz os principais nomes sobre o assunto no mundo e contará com uma palestra da Dra. Priscila Machado no dia 17 sobre Inflamação e Esporte: como suplementar ômega 3 corretamente.  ...

Share

Como posso saber se tenho sensibilidade ao glúten?

Tecnicamente, a Doença Celíaca (DC) seria uma resposta imunológica intensificada ao glúten em indivíduos que possuem o gene da doença. A alergia ao trigo é definida como uma reação imunológica às proteínas do trigo mediada por uma imunoglobulina chamada IgE – pode apresentar-se com sintomas respiratórios (“asma do padeiro” ou rinite, mais comum em adultos), alergia alimentar (sintomas gastrintestinais, urticária, angioedema ou dermatite atópica; principalmente em crianças) e urticária de contato. Os testes para alergia ao trigo incluem dosagem sérica de IgE ou testes cutâneos para o trigo. A sensibilidade ao glúten não-celíaca é uma forma de intolerância ao glúten quando a doença celíaca e a alergia ao trigo foram excluídas. A frequência de ocorrência das duas primeiras é de 1%, e a terceira chega...

Share

Níveis mais elevados de vitamina D ligados a melhor aptidão cardiorrespiratória

Um artigo publicado em 30 de outubro de 2018 no European Journal of Preventive Cardiology relata uma associação entre níveis mais altos de vitamina D sérica e um maior nível de aptidão cardiorrespiratória, que é considerado um indicador de aptidão física. Amr Marawan e colaboradores analisaram dados que incluíam níveis séricos de 25-hidroxivitamina D e consumo máximo de oxigênio durante o exercício (VO2 max) obtidos da Pesquisa Nacional de Saúde e Nutrição de 2001-2004 (NHANES). Entre os 1.995 participantes, aqueles cujos níveis de vitamina D estavam entre os 25% tiveram mais de quatro vezes maior aptidão cardiorrespiratória (avaliada pelo VO2 max) em comparação com os participantes cujos níveis estavam entre os menores 25%. Para cada aumento de 10 nanomoles na vitamina D houve um aumento de...

Share

Guia para determinação de Prazo de Validade de Alimentos

A ANVISA publicou no dia 30 de outubro de 2018, o Guia nº 16, para Determinação de Prazos de Validade de Alimentos, em cumprimento do Tema n º 4.8 da Agenda Regulatória 2017-2020. Vale lembrar que o Guia não confere ou cria novas obrigações, como também sua inobservância não configura infração sanitária, nem constitui motivo para indeferimento de petições ou sanções para o setor regulado. O Guia é um documento de 76 páginas, dividido em: 1.      Escopo; 2.      Introdução; 3.      Base legal; 4.      Alterações que podem ocorrer durante o processamento e armazenamento de alimentos; 5.      Fatores para a determinação do prazo de validade de um alimento; 6.      Determinação do prazo de validade baseado na deterioração do alimento; 7.      Determinação do prazo de validade baseado em razões de segurança; 8.      Determinação do prazo de validade baseado...

Share

Padrão alimentar saudável reduz risco de doenças crônicas

Geralmente, seguir uma dieta e padrões de estilo de vida saudáveis reduz o risco de aparecimento de diabetes tipo 2 e doença arterial coronariana. Recentemente, um novo estudo sobre mulheres americanas forneceu fortes evidências de que a adoção de padrões alimentares saudáveis reduz o aparecimento de doenças cardiometabólicas e endócrinas. A maioria das doenças crônicas que persistem por períodos mais longos são comumente associadas com deficiência grave de saúde e causam mortalidade global. Essas doenças incluem doenças cardiovasculares (doença cardíaca e acidente vascular cerebral), doenças respiratórias crônicas e doenças endócrinas (diabetes). Os múltiplos mecanismos biológicos responsáveis pela patologia das doenças crônicas envolvem as vias inflamatórias, cardiometabólicas e endócrinas. Portanto, é importante tomar as medidas necessárias para a sua gestão, bem como melhorar as condições de saúde...

Share