logo

Bem Vindos ao Nutrição e Desenvolvimento

Horário de Atendimento
Segunda - Sexta 09:00AM - 17:00PM
Sábado - Domingo FECHADO
NOSSA GALERIA

Seg - Sex 9.00 - 17.00

55-11-3845-7267

Whatsapp 55-11-9833-2857

R. Guarará, 529 - Cj. 107 - Jardim Paulista, São Paulo

Top

O sono é um antioxidante?

Um estudo publicado na revista PLOS Biology acrescenta evidências a uma hipótese controversa sobre o propósito do sono. Embora o sono ocorra entre quase todos os animais, suas funções ainda são um tanto misteriosas. Em sua introdução ao artigo, Vanessa M. Hill e seus colegas da Universidade de Columbia observam que, apesar da vulnerabilidade resultante a predadores e outros perigos, o sono é um comportamento evolutivamente conservado em todo o reino animal. A privação aguda do sono pode resultar em comprometimento cognitivo, anormalidades metabólicas e até morte, embora não se saiba se são causados ​​por perda de sono ou estresse associado. "Uma hipótese controversa para a função do sono é a teoria do fluxo de radicais livres do sono, proposta em um artigo teórico de Reimund em...

Share

Maior vitamina A, ingestão de carotenoides associada a menor risco de câncer de pele

Maior ingestão de carotenoides, vitamina A associada a menor risco de câncer de pele 02 de agosto de 2019. Um artigo que aparece em 31 de julho de 2019 no JAMA Dermatology relata uma associação entre o aumento da ingestão de vitamina A e carotenoides e um menor risco de carcinoma epiderme cutâneo SCC), um tipo comum de câncer de pele. O estudo incluiu 75.170 mulheres que participaram do Nurses 'Health Study de 1984 a 2012 e 48.400 homens inscritos no Estudo de Acompanhamento de Profissionais de Saúde de 1986 a 2012. Questionários dietéticos preenchidos após a inscrição e aproximadamente a cada quatro anos durante o curso dos estudos forneceu informações sobre a ingestão de retinol e carotenoides a partir de alimentos e suplementos a partir...

Share

Os fatos sobre os carboidratos para atletas

O fator nutricional mais importante no desempenho atlético é, você adivinhou, a ingestão de carboidratos. Muitos atletas procuram maneiras de abastecer seus corpos adequadamente e ter uma vantagem sobre a concorrência. Os carboidratos são indispensáveis ​​para os atletas; eles são o combustível de alta octanagem da natureza para o corpo. Implementar o carregamento de carboidratos é uma maneira relativamente simples de maximizar o desempenho. Aqui estão algumas dicas para fazer isso da maneira certa: Comece cedo. A carga efetiva de carboidratos começa cerca de sete dias antes da competição. Pense no carregamento de carboidratos como "condicionamento nutricional". Não é possível obter resultados no último minuto. A técnica básica é manter a alta ingestão de carboidratos a cada dia para maximizar o armazenamento de glicogênio nos músculos. Uma chave...

Share

Atletas e Vitamina D

Atualmente, é comum que nossos estilos de vida nos distanciem de uma frequente exposição ao sol. Se você corre no início da manhã ou à noite – passando o dia todo em um escritório –, é fácil perder o contato com a luz natural e apresentar uma falta de vitamina D correspondente. Isso pode fazer você se sentir lento, cronicamente doente e apresentar densidade óssea comprometida, uma vez que seu sistema imune também é afetado. Para os atletas, isso pode impactar seu desempenho atlético. A vitamina D funciona como um hormônio e o seu mecanismo molecular atua na função muscular, regulando seus processos e regulando para baixo a inflamação. As pessoas que têm carência de vitamina D [25(OH)D] tendem a se queixar de dor muscular geral, e...

Share

Vale a pena tomar suplementação com omega-3?

Os omega-3 são ácidos gordos, que existem em diferentes formas: – ALA (ácido alfa-linolénico): não o conseguimos produzir internamente, e por isso deve ser ingerido através da dieta. Está presente principalmente em óleos vegetais, sementes de linhaça, frutos oleaginosos e em legumes de folha verde. – EPA (ácido eicosapentanóico) e DHA (ácido docosahexanóico) são os que têm os benefícios mais diretos para a saúde. Podem ser produzidos a partir do ALA, mas também os encontramos presentes em alimentos como peixes e óleos de peixe. A importância do omega-3 As evidências recentes mostram que os ácidos gordos omega-3 têm um papel muito importante na prevenção primária de doenças cardiovasculares, bem como no tratamento e prevenção de outras condições, nomeadamente cancro da mama, próstata e colorretal, demências, degeneração macular, artrite reumatoide,...

Share

Nutrição e câncer de mama: prevenção, tratamento e recorrência

De acordo com uma pesquisa em Universidade Tor Vergata de Roma: “O câncer de mama é o segundo câncer mais comum em todo o mundo e a malignidade mais comum em mulheres. Há evidências crescentes de que fatores relacionados ao estilo de vida, incluindo dieta, peso corporal e atividade física, podem estar associados a um maior risco da doença. Nossos jornalistas de notícias obtiveram uma citação da pesquisa da Universidade Tor Vergata de Roma: “No entanto, o efeito dos fatores dietéticos sobre a recorrência e mortalidade da CB não é claramente entendido. Aqui, nós fornecemos uma visão geral das evidências atuais obtidas a partir dos bancos de dados PubMed na última década, avaliando padrões alimentares, bem como o consumo de alimentos específicos / nutrientes alimentares, em...

Share

Estudo descobre que comer pistache pode ajudar a reduzir danos ao DNA

Pesquisadores da Universitat Rovira i Virgili, Reus, Espanha, descobriram que comer apenas um punhado de pistaches como parte de sua dieta pode afetar positivamente o envelhecimento celular e longevidade. Estudo descobre que comer pistache pode ajudar a reduzir danos ao DNA. Como resultado de escolhas de estilo de vida e hábitos alimentares ruins, especialmente para aqueles com condições metabólicas, como pré-diabetes, a taxa de dano oxidativo ao DNA e o encurtamento dos telômeros podem aumentar com o tempo. Muitas vezes, isso está associado a um aumento da ocorrência da doença. Danos oxidativos podem ser causados ​​por dietas pouco saudáveis ​​e exposição à fumaça do tabaco, fumaça de escapamento, raios UV do sol e radiação. Consequentemente, o dano acelera o envelhecimento celular, o tempo de vida e a...

Share

Estrogênio: como controlar o hormônio | Diversos fatores podem contribuir para que nossos níveis de estrogênio fiquem desregulados,o que provoca desde dificuldade para emagrecer até doenças mais graves

O estrogênio define nossa condição feminina, tem papel importante no metabolismo e ajuda a manter nossa saúde mental. Em equilíbrio, garante saúde e felicidade. Desregulado, nos faz engordar e está relacionado a doenças como câncer de mama e de ovário e endometriose. Desequilíbrio hormonal não é novidade na vida contemporânea – essas substâncias funcionam como uma orquestra, e qualquer nota desafinada (estresse, exageros à mesa, sedentarismo) prejudica a harmonia. Um dos hormônios mais afetados pelos maus hábitos é exatamente o estrogênio. Melhor colocar no plural, porque existem quatro tipos: os produzidos naturalmente pelo organismo; os sintetizados em forma de medicamentos (pílula anticoncepcional, repositores hormonais); os xenoestrogênios ou externos, gerados pela indústria química; e os fitoestrogênios, encontrados em vegetais (soja, linhaça, gergelim). “A maioria das mulheres que...

Share

Estudo alemão conclui que substância do espinafre pode causar doping

Pesquisadores afirmam que ecdisterona melhora o desempenho físico e recomendam a proibição da substância para atletas profissionais. No desenho animado Popeye, o marinheiro ganha força extra quando come uma lata de espinafre. Cientistas da Universidade Livre de Berlim descobriram que isso não é apenas ficção. Após um estudo, eles recomendam que a ecdisterona - substância química presente no espinafre - seja adicionada à lista de doping. O Instituto de Farmácia da universidade conduziu um programa de treinamento de força de 10 semanas com 46 atletas para testar como a substância afeta o desempenho físico. Alguns dos participantes receberam placebos e, outros, cápsulas de ecdisterona contendo o equivalente a até 4 quilos de espinafre cru por dia. Durante a pesquisa, que foi apoiada pela Agência Mundial Antidoping (Wada, na...

Share

Abuso de álcool na adolescência danifica o cérebro

Exagerar nas bebidas alcoólicas foi associado a um menor volume de regiões cerebrais Pesquisadores da Universidade da Finlândia Oriental e do também finlandês Hospital Universitário Kuopio realizaram exames de ressonância magnética para analisar o cérebro de adultos saudáveis que já exageravam nas doses de álcool desde a adolescência. A ideia era comparar essas avaliações com as de outro grupo, composto por voluntários que bebiam pouco. O estudo foi longo: durou dez anos, com testes feitos em 2005, 2010 e 2015. Na primeira etapa, os participantes tinham de 13 a 18 anos de idade e apresentavam bom desempenho acadêmico, além de não manifestarem qualquer tendência a transtornos mentais. Embora parte do pessoal bebesse bastante, ninguém recebeu o diagnóstico de alcoolismo. Os cientistas descobriram que a turma que abusava desde...

Share