Seg - Sex 9.00 - 17.00

55-11-3845-7267

Whatsapp 55-11-97220-1978

 

R. Guarará, 529 - Cj. 107 - Jardim Paulista, São Paulo

Top

Suplementação de Zinco X Inflamação

O estresse oxidativo ocorre quando os oxidantes e antioxidantes estão desequilibrados, resultando em um aumento nas espécies reativas de oxigênio (ROS). A maior produção de ROS sobrecarrega a capacidade do corpo de superar seus efeitos adversos, resultando em um aumento do risco de doenças crônicas. A homocisteína é um aminoácido que aumenta o dano oxidativo no corpo quando elevado acima dos níveis normais. Níveis elevados de homocisteína têm sido associados a doenças cardiovasculares, derrame, doença de Alzheimer e outros distúrbios. Onze artigos relataram ensaios clínicos que avaliaram a associação entre a suplementação de zinco e malondialdeído (MDA, um biomarcador de estresse oxidativo), três artigos avaliaram a associação do zinco com substâncias reativas ao ácido tiobarbitúrico (TBARS, outro biomarcador de estresse oxidativo) e quatro artigos estudaram o efeito...

Share

A curcumina é um composto anti-inflamatório natural

A inflamação é extremamente importante. Ajuda a combater invasores estrangeiros e tem um papel na reparação de danos no corpo.Embora a inflamação aguda de curto prazo seja benéfica, pode ser uma preocupação se se tornar crônica e atacar os próprios tecidos do corpo.Os cientistas agora acreditam que a inflamação crônica de baixo nível pode desempenhar um papel em alguns problemas de saúde e doenças. Isso inclui    doença cardíaca    Câncer    síndrome metabólica    Doença de Alzheimer    várias condições degenerativas É por isso que qualquer coisa que possa ajudar a combater a inflamação crônica é potencialmente importante na prevenção e ajuda no tratamento dessas condições.A curcumina pode suprimir muitas moléculas conhecidas por desempenharem papéis importantes na inflamação.Além de ser um potente antioxidante. ...

Share

Dicas de snacks saudáveis

Algumas dicas de lanches de comida real para alimentar sua próxima aventuraRefeições integrais e lanches sustentáveis ​​e deliciosos podem fazer parte da sua próxima atividade outdoor. Embora as barras e géis tenham seu lugar em treinos ao ar livre, alimentos verdadeiros - o mais próximo possível de seu estado natural - costumam ser mais nutritivos, saciadores e saborosos do que seus semelhantes altamente processados. A comida de aventura deve marcar três opções: deve ser farta, embalável e fácil de pegar. Panquecas de grãos integrais é uma boa opção para corrida em trilha, graças ao seu alto teor de fibra, que mantém você se sentindo saciado por mais tempo. Eles são facilmente digeríveis. A energia rápida e a doçura da fruta - mirtilos, amoras e morangos permitem um lanche...

Share

Perda de cabelo em homens pode estar ligada a níveis reduzidos de vitamina D

Um artigo publicado em 9 de junho de 2020 no International Journal of Dermatology relatou a descoberta de associação entre níveis deficientes de vitamina D e maior gravidade da alopecia androgenética (também conhecida como queda de cabelo com padrão masculino) em homens jovens.Homens com deficiência de vitamina D apresentaram queda de cabelo mais severa do que homens sem deficiência. Os autores Sarita Sanke, MD, e colegas observaram que as investigações envolvendo outros tipos de perda de cabelo também revelaram uma associação com a deficiência de vitamina D e que a regulação negativa dos receptores de vitamina D foi observada em um tipo de perda de cabelo conhecida como alopecia areata. "Até onde sabemos, o...

Share

Pesquisa quer entender que impactos a pandemia pode causar na saúde mental

Tentar manter os vínculos sociais, por meio de mensagens ou vídeos pode ser algo positivo. Onde é possível, seguir realizando alguma atividade física, mesmo em casa, também poderia ajudar a cuidar do corpo-mente É muito provável que a pandemia de covid-19 cause danos psicológicos em muitas pessoas. O isolamento forçado de alguns, a sensação de desconexão e o medo de contrair a doença podem desencadear transtornos de saúde mental. Por isso, um grupo de pesquisadores da Faculdade de Medicina da USP de Ribeirão Preto quer entender como os cidadãos estão lidando com essa situação inédita e difícil em parceria com cientistas da Universidad Autónoma de Madrid (Espanha), da Fundação ICEERS, do Centro de Pesquisa em Antropologia Médica (MARC) da Universidade...

Share

Receita: Panqueca salgada de farinha de amêndoas

Panqueca salgada de farinha de amêndoas Ingredientes: 1 ovo 1 colher de sopa de farinha de amêndoa 1 colher de sopa de creme de leite 1 colher de sopa de queijo parmesão ralado de boa qualidade 1 colher de chá de azeite de oliva extra virgem Modo de preparo: Bata todos os ingredientes da massa com um garfo até ficar homogêneo. Coloque a massa em uma frigideira untada com azeite de oliva e deixe dourar. Quando soltar as bordas, vire do outro lado e espere até assar. Disponha a massa num prato, acrescente o recheio e enrole. Sugestão de recheio: Folhas de espinafre refogadas misturadas com ricota temperada para os que podem comer queijos. Carne moída refogada temperada com salsinha. Frango cozido desfiado. Atum em lata, 1 a 2 colheres de sopa. Rendimento 1 porção! ...

Share

Quarentena: Reduza o consumo de álcool

O álcool não é apenas uma substância que altera a mente e produz dependência, prejudicial a qualquer nível consumido, mas também enfraquece o sistema imunológico. Assim, o uso de álcool e o uso especialmente pesado prejudicam a capacidade do seu corpo de lidar com doenças infecciosas, incluindo o COVID-19.Recomenda-se evitar o álcool em geral, mas principalmente quando em quarentena. Como substância psicoativa, o álcool também afeta o seu estado mental e a tomada de decisões e o torna mais vulnerável a riscos, como quedas, ferimentos ou violência, quando em quarentena com outra pessoa. O consumo de álcool também é conhecido por aumentar os sintomas de depressão, ansiedade, medo e pânico - sintomas que podem se intensificar durante o isolamento e a quarentena. O consumo de...

Share

Investir em alimentos que fortalecem a imunidade, como vitamina C “evitaria” contrair a doença do coronavírus, a COVID-19?

Investir em alimentos que fortalecem a imunidade, como vitamina C “evitaria” contrair a doença do coronavírus, a COVID-19? Segundo o infectologista João Prats, da Beneficiência Portuguesa de São Paulo, nenhum alimento ou suplemento isolado é capaz de melhorar a imunidade. “Vários estudos mostram que um só alimento ou substância não tem diferença no risco de infecções virais”, diz. Segundo o infectologista, o nosso sistema imunológico é muito complexo e requer mais que um alimento específico para se manter forte. “O que se recomenda é ter um estilo de vida saudável, consumir alimentos saudáveis, ter um sono adequado, não se estressar muito e fazer exercícios”, diz Prats. “Não vai ser um suco de laranja que vai melhorar seu sistema imunológico. É uma dieta regrada e um estilo...

Share

Deficiência primária de Coenzima Q10

As doenças ditas mitocondriais já são consideradas as maiores responsáveis pelos erros inatos do metabolismo. Embora possíveis de serem especificamente diagnosticadas, essas patologias normalmente são categorizadas nas redes hospitalares como “deficiências da cadeia respiratória”. Dentre as doenças mitocondriais descritas, a deficiência da síntese e metabolismo da coenzima Q10 (CoQ10) é a única, até o momento, que apresenta chances de tratamento efetivo através da administração de CoQ10 exógena. A CoQ10 ou ubiquinona é uma molécula lipídica essencial para os organismos aeróbicos e participa da produção de energia mitocondrial transferindo os elétrons dos complexos I e II para o complexo III da cadeia respiratória. Além disso, participa de muitas outras funções vitais dentro da célula: atua como antioxidante de lipoproteínas e membranas celulares.Clinicamente, pacientes com deficiência de...

Share

Estresse oxidativo e inflamação

Todos queremos envelhecer mais fortes, saudáveis e felizes. E uma das aliadas para chegar- mos a uma longevidade saudável é a dieta equilibrada, que nos proteja da ação dos radicais livres. Com uma alimentação rica em vegetais, incluindo frutas diversas, leguminosas, cereais e hortaliças, aumentamos a quantidade de anti oxidantes no organismo, prevenindo e revertendo o estresse oxidativo, situação que surge quando há um desequilíbrio entre a produção de radicais livres e a de antioxidantes. O estresse oxidativo leva ao enve- lhecimento precoce e a várias doenças. – WHI – (Iniciativa de Saúde da Mulher, em livre tradução). Os ensaios, iniciados na década de 1990 para avaliar a reposição de estrogênio e de estrogênio combinado com progesterona, foram interrompidos em 2002, após alguns cientistas ças crônicas,...

Share