logo

Bem Vindos ao Nutrição e Desenvolvimento

Horário de Atendimento
Segunda - Sexta 09:00AM - 17:00PM
Sábado - Domingo FECHADO
NOSSA GALERIA

Seg - Sex 9.00 - 17.00

55-11-3845-7267

Whatsapp 55-11-9833-2857

R. Guarará, 529 - Cj. 58 - Jardim Paulista, São Paulo

Top

Estudo alemão conclui que substância do espinafre pode causar doping

Pesquisadores afirmam que ecdisterona melhora o desempenho físico e recomendam a proibição da substância para atletas profissionais. No desenho animado Popeye, o marinheiro ganha força extra quando come uma lata de espinafre. Cientistas da Universidade Livre de Berlim descobriram que isso não é apenas ficção. Após um estudo, eles recomendam que a ecdisterona - substância química presente no espinafre - seja adicionada à lista de doping. O Instituto de Farmácia da universidade conduziu um programa de treinamento de força de 10 semanas com 46 atletas para testar como a substância afeta o desempenho físico. Alguns dos participantes receberam placebos e, outros, cápsulas de ecdisterona contendo o equivalente a até 4 quilos de espinafre cru por dia. Durante a pesquisa, que foi apoiada pela Agência Mundial Antidoping (Wada, na...

Share

Abuso de álcool na adolescência danifica o cérebro

Exagerar nas bebidas alcoólicas foi associado a um menor volume de regiões cerebrais Pesquisadores da Universidade da Finlândia Oriental e do também finlandês Hospital Universitário Kuopio realizaram exames de ressonância magnética para analisar o cérebro de adultos saudáveis que já exageravam nas doses de álcool desde a adolescência. A ideia era comparar essas avaliações com as de outro grupo, composto por voluntários que bebiam pouco. O estudo foi longo: durou dez anos, com testes feitos em 2005, 2010 e 2015. Na primeira etapa, os participantes tinham de 13 a 18 anos de idade e apresentavam bom desempenho acadêmico, além de não manifestarem qualquer tendência a transtornos mentais. Embora parte do pessoal bebesse bastante, ninguém recebeu o diagnóstico de alcoolismo. Os cientistas descobriram que a turma que abusava desde...

Share

Estudo indica que consumo de peixe aumenta o tempo de vida saudável

O dinamarquês vai ganhar um benefício de saúde de substituir parte da carne vermelha e processada em sua dieta com peixe, de acordo com cálculos do Instituto Nacional de Alimentos, Universidade Técnica da Dinamarca. Homens com mais de 50 anos e mulheres em idade fértil, em particular, se beneficiariam de tal mudança na dieta. Em um estudo de doutorado no Instituto Nacional de Alimentos, Sofie Theresa Thomsen desenvolveu um método para calcular o impacto total na saúde de substituir um alimento por outro na dieta. O método tem sido usado para avaliar o impacto na saúde que seria alcançado pela substituição da carne vermelha e processada por peixe, de modo que a ingestão alcançasse a ingestão semanal recomendada de 350 gramas de peixe. O peixe é uma...

Share

Deficiências de Vitamina D e Estradiol associadas ao risco de síndrome metabólica

Um estudo relatado em 12 de junho de 2019 na Menopausa, a revista da Sociedade Norte-Americana de Menopausa (NAMS) descobriu que ter níveis suficientes de vitamina D e a forma de estrogênio conhecida como o estradiol pode ajudar a diminuir o risco de síndrome metabólica, um grupo de sintomas cuja presença está associada a um risco aumentado de diabetes e doença cardiovascular. O estudo incluiu 616 mulheres chinesas na pós-menopausa entre as idades de 49 a 86 anos que não estavam recebendo terapia de reposição de estrogênio ou suplementos de vitamina D. Os níveis de vitamina D e estradiol foram encontrados para ser correlacionados, e níveis mais elevados de vitamina D foram associados com pressão arterial favorável, os níveis de glicose e os níveis de lipídios....

Share

Cereais integrais podem proporcionar benefícios à saúde, alterando a produção intestinal de serotonina

Adultos que consomem cereais integrais têm níveis mais baixos de serotonina no plasma do que pessoas que comem pão de trigo com baixo teor de fibras, de acordo com um estudo recente da Universidade do Leste da Finlândia e da Agência Internacional de Pesquisa sobre Câncer (IARC). No estudo, o consumo de fibra de cereais a partir de centeio ou trigo também foi encontrado para reduzir os níveis de serotonina no cólon de ratos. À luz dos resultados, os benefícios para a saúde dos cereais integrais podem estar ligados, pelo menos em parte, à alteração da produção de serotonina nos intestinos, onde a maior parte da serotonina do corpo é produzida. Os resultados foram publicados no American Journal of Clinical Nutrition. O consumo de cereais integrais...

Share

Potenciais perigos do excesso de tempo de tela para crianças

Muito tempo de tela pode causar problemas de saúde para um adulto. Insônia, desconexão social e falta de exercício são apenas alguns. Misture-o com o tumulto da adolescência - ou a plasticidade do cérebro de uma criança em idade pré-escolar -; e pode levar a condições que vão desde a obesidade até distúrbios mentais. Temos que reconhecer que as crianças são muito suscetíveis ao meio ambiente. Tudo o que eles fazem por algumas horas todos os dias - não importa o que seja - vai impactá-los não apenas no momento, mas também no futuro. " diz Dr. James Waxmonsky, chefe da Divisão de Psiquiatria Infantil e Adolescente da Penn State Health Nos últimos anos, a quantidade de tempo que as crianças passam olhando para telas de laptops,...

Share

Suplementação com vitamina D associada a maior tempo de vida entre pacientes com câncer

Resultados de uma meta-análise relatada em 03 de junho de 2019 na reunião anual da Sociedade Americana de Oncologia Clínica revelou melhora da sobrevida entre pacientes com câncer suplementado com vitamina D. Resumo do estudo foi publicado em 26 de maio de 2019 no Journal of Clinical Oncology. "Nos Estados Unidos, o câncer é a segunda principal causa de mortalidade e, como tal, a prevenção primária do câncer é uma grande preocupação de saúde pública", escrevem os autores Varun Samji e colegas da Michigan State University. "A suplementação de vitamina D tem sido estudada como método de prevenção primária para várias doenças, incluindo doenças cardiovasculares, osteoporose, diabetes mellitus e câncer." Os pesquisadores selecionaram dez ensaios clínicos randomizados que incluíram um total de 79.055 pacientes com câncer para...

Share

Cansaço, irritabilidade e ‘baixo-astral’ podem estar associados à alimentação

Alguns alimentos saborosos como milho, laranja, peixe e chocolate são capazes de melhorar o humor. Os especialistas sempre dizem que o segredo para uma boa dieta é o equilíbrio. E normalmente os alimentos considerados mais calóricos, como chocolate e banana, por exemplo, ficam de fora. Porém, cientistas estão descobrindo que alguns alimentos saborosos têm a capacidade de proporcionar o alívio de alguns sintomas, como irritabilidade, cansaço e o 'baixo-astral'. Ilana Elman Grinberg é pós-doutoranda em nutrição pelo Hospital Israelita Albert Einstein e explica que a ingestão de determinadas substâncias presentes em alguns alimentos, como potássio, vitamina C, cálcio, vitaminas do complexo B, magnésio e selênio, por exemplo, podem auxiliar na redução do estresse e ocasionar a sensação de bem-estar. "Além desses benefícios citados, grande parte desses nutrientes...

Share

Salada de abacate com couve flor

Rendimento: 2 porções INGREDIENTES PARA A BASE ¼ unidade de couve-flor média, processada 1 ovo pequeno 1 colher de café de curry em pó Sal rosa do Himalaia e pimenta a gosto Manteiga ghee para untar a frigideira MODO DE PREPARO DA BASE Triturar a couve-flor em um processador. Temperar o ovo com o curry, sal e pimenta. Acrescentar a couve-flor processada e misturar bem. Aquecer uma frigideira grande e untar com a manteiga ghee em fogo baixo. Dividir a couve-flor em duas porções. Tampar por 2 minutos e virar. Dica: Pode utilizar um aro para dar o formato. INGREDIENTES PARA O TOPPING 1 ½ avocado, em cubos médios 1 tomate Italiano, em cubos médios 1 cebola roxa, cortada em cubinhos pequenos 2 colheres de sopa cheias de folhas...

Share

Insuficiência nutricional associada a sono insuficiente

Um estudo publicado em 9 de junho de 2019 na Nutrition 2019, a reunião anual da American Society for Nutrition, encontrou uma associação entre a ingestão reduzida de vários nutrientes e um maior risco de sono insuficiente. Chioma Ikonte e colaboradores analisaram dados da Pesquisa Nacional de Saúde e Nutrição (NHANES 2005-2016), que incluiu homens e mulheres residentes nos EUA. Entre os indivíduos com 19 anos de idade ou mais, 32,7% tiveram sono curto, 27,7% tiveram problemas para dormir 47,3% apresentaram má qualidade do sono, 8,94% foram afetados por distúrbios do sono, 15,1% relataram insônia, 37,9% aumentaram a latência do sono (o tempo necessário para adormecer) e 9,3% usaram medicamentos para dormir mais de cinco vezes durante o sono. no mês anterior ao relato dos dados. Dormir...

Share