logo

Bem Vindos ao Nutrição e Desenvolvimento

Horário de Atendimento
Segunda - Sexta 09:00AM - 17:00PM
Sábado - Domingo FECHADO
NOSSA GALERIA

Seg - Sex 9.00 - 17.00

55-11-3845-7267

Whatsapp 55-11-9833-2857

R. Guarará, 529 - Cj. 58 - Jardim Paulista, São Paulo

Top

Como comer carboidratos e ainda perder peso

Os carboidratos podem ser confusos, especialmente quando certas dietas são projetadas para bani-los. Quase metade de todos os americanos que tentam perder peso estão limitando ativamente a sua ingestão de carboidratos. Mas, de acordo com o Dr. Mark Hyman, se você escolher os carboidratos certos, eles podem mudar o seu microbioma intestinal para melhor, e assim tornar seu corpo mais saudável, mais magro. As frutas, legumes, açúcares, pães e massas são todos carboidratos que fornecem a seu corpo energia para funcionar corretamente. Mas quando você os ingere demasiadamente, o corpo começa a armazenar a maior parte de suas calorias em vez de usá-las (queimar) como energia. Os carboidratos refinados (pães brancos e doces) são absorvidos rapidamente na corrente sanguínea, convertidos em energia, e levados para as...

Share

Junk food levanta risco de depressão diz estudo

Uma dieta de fast food, bolos e carnes processadas pode aumentar significativamente o risco de depressão, segundo um estudo. Pesquisadores da Universidade Metropolitana de Manchester, no Reino Unido, descobriram que comer alimentos que promovem inflamação - como os ricos em colesterol, gorduras saturadas e carboidratos - coloca as pessoas em risco 40% maior de depressão. A equipe analisou dados de 11 estudos existentes que enfocaram a ligação entre depressão e dietas pró-inflamatórias - abrangendo mais de 100.000 participantes, entre 16 e 72 anos de idade, de variados gêneros e etnias, abrangendo os EUA, Austrália, Europa e Médio Oriente. Todos os estudos registraram a presença de depressão ou sintomas depressivos nos participantes - por meio de auto-observação, diagnósticos médicos e uso de antidepressivos -, além de um questionário detalhado...

Share

Por um Natal mais caseiro

Texto por Juliana Carreiro, Comida de Verdade, Estadão Falta uma semana para o dia 25 de dezembro, nas rodas de conversa você deve estar ouvindo: “Já sabe aonde vai passar o Natal?”. Costumamos fazer essa pergunta porque dependendo da resposta já é possível prever se será de fato uma ‘noite feliz’. Um local acolhedor, com pessoas queridas e comida afetuosa são elementos essenciais para alcançar tudo que queremos sentir nesta data. Desde criança me lembro do Natal ser comemorado na minha casa, o que me traz lembranças valiosas desta data, que permanecem vivas por meio de cheiros, músicas, pessoas e alguns pratos que se repetem até hoje. Nesta época do ano parece que o papel afetivo da comida fica ainda mais evidente. Sei que isso não acontece...

Share

Probióticos podem ajudar pacientes que sofrem de transtorno bipolar

Probióticos podem ajudar pacientes que sofrem de transtorno bipolar Os probióticos - muitas vezes considerados boas bactérias - podem atuar como um possível caminho para o tratamento de transtornos bipolares e outros transtornos do humor psiquiátrico. Atualmente, o tratamento padrão para transtorno bipolar, uma condição psiquiátrica caracterizada por mudanças drásticas de humor de depressão para mania, inclui uma combinação de psicoterapia e medicamentos prescritos, como estabilizadores do humor e antipsicóticos. No entanto, um novo estudo do Sistema de Saúde Sheppard Pratt de Baltimore descobriu que um suplemento probiótico pode reduzir a inflamação do intestino, que é conhecido por exacerbar o transtorno bipolar. Os organismos probióticos são bactérias não patogênicas que, quando presentes na flora intestinal, são conhecidas por melhorar a saúde geral do hospedeiro. A pesquisa demonstrou uma forte ligação...

Share

Amaranto: um grão sem glúten rico em proteínas e minerais

O amaranto é uma planta de folhas largas nativa da metade sul da América do Norte. É parte da família Amaranthaceae de plantas com flores, que também inclui a beterraba, acelga, espinafre e quinoa e é caracterizada pela sua velocidade rápida de crescimento e natureza competitiva. Na verdade, o amaranto é tão agressivo que muitos jardineiros americanos consideram como nada mais do que uma erva daninha nociva que não faz nada mais que ameaçar a sobrevivência das outras plantas menos invasivas. Isso é lamentável, uma vez que o amaranto é na verdade altamente nutritivo. Suas sementes tipo grãos eram uma importante fonte de nutrientes essenciais para os índios americanos e continuam a ser um alimento popular no México e na América do Sul. Este artigo lança...

Share

Conheça a ferramenta Biodiversidade & Nutrição

A ferramenta Biodiversidade & Nutrição, desenvolvida pelo projeto BFN/MMA (Biodiversidade para Alimentação e Nutrição), em parceria com o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações e que faz parte da plataforma SiBBr (Sistema de Informação sobre a Biodiversidade Brasileira), já está no ar. Nela é possível consultar informações sobre a composição de alimentos de espécies da flora brasileira, além de receitas culinárias. Até o momento, já estão disponíveis informações sobre mais de 150 alimentos, obtidas por compilação da literatura científica e, até julho de 2018, serão inseridos gradualmente dados de macronutrientes, vitaminas e minerais de mais de 70 espécies nativas, gerados por análises laboratoriais, e mais de 300 receitas culinárias. Todos os dados e receitas foram desenvolvidos pelas universidades e institutos de pesquisa parceiros do BFN. Para...

Share

Má nutrição durante a gravidez pode avançar na menopausa

Embora seja sabido que a nutrição inadequada durante o desenvolvimento fetal pode causar diabetes e doenças cardíacas, um novo estudo adverte que também pode levar à menopausa precoce em idade inferior a 45 anos. A desnutrição pré-natal também foi associada a um maior risco de falência ovariana prematura. A menopausa natural é um marco do envelhecimento ovariano que resulta no fim dos anos reprodutivos de uma mulher. Por outro lado, uma menopausa precoce está associada ao aumento do risco de doença cardíaca, osteoporose, depressão e alterações de memória e alterações na saúde vaginal e sexual, de acordo com pesquisadores. "As descobertas mostraram que a privação de alimentos durante a vida fetal precoce afeta por quanto tempo os ovários futuros funcionam", disse Joann Pinkerton, diretora executiva da North American Menopause...

Share

Redução de açúcar não fará com que os ultraprocessados fiquem saudáveis

Texto: Juliana Carrero, Comida de Verdade, Estadão Os males provocados pelo consumo excessivo de açúcar entre os brasileiros motivaram a assinatura de um acordo voluntário entre o Ministério da Saúde e a indústria de alimentos, que deve reduzir os percentuais de açúcar na formulação de alguns ultraprocessados até 2022. Mas será que as quantidades reduzidas serão suficientes para que os produtos fiquem mais saudáveis? Será que essa é a melhor forma de lidar com o problema? Para o Idec, Instituto de Defesa do Consumidor, não. O primeiro questionamento do órgão refere-se às quantidades de açúcar que deverão ser reduzidas. As metas foram calculadas de acordo com o teor máximo de açúcar permitido em cada categoria de alimento. Isso quer dizer que haverá uma redução nos valores excessivos...

Share