logo

Bem Vindos ao Nutrição e Desenvolvimento

Horário de Atendimento
Segunda - Sexta 09:00AM - 17:00PM
Sábado - Domingo FECHADO
NOSSA GALERIA

Seg - Sex 9.00 - 17.00 Sab - Dom FECHADO

55-11-3845-7267

R. Guarará, 529 - Cj. 58 - Jardim Paulista, São Paulo

Top

Altos níveis de beta-caroteno associados a menor risco de mortalidade

A edição de 7 de dezembro de 2018 da Circulation Research publicou a descoberta do Instituto Nacional do Câncer de uma associação entre níveis séricos mais altos de beta-caroteno. precursor da vitamina A) e menor risco de morrer durante 31 anos de seguimento.

A análise incluiu 29.103 homens que participaram do Alpha-Tocopherol, Beta-Carotene Prevention Trial, que examinou a associação entre a suplementação de vitamina E e beta-caroteno e risco de câncer. Os níveis séricos de beta-caroteno, alfa-tocoferol e vitamina A foram medidos em amostras armazenadas antes do início do estudo, que ocorreram entre 1985 e 1988. Os participantes foram acompanhados até o final de 2015, período em que ocorreram 23.796 mortes por doença cardiovascular, câncer, doença respiratória, diabetes, lesões, acidentes e outras causas.

Um risco decrescente de morte por qualquer causa durante o acompanhamento foi associado ao aumento dos níveis séricos de beta-caroteno. Os homens cujos níveis de beta-caroteno estavam entre os 20% mais altos dos participantes tiveram uma redução de 36% no risco de morrer por qualquer causa comparados àqueles cujos níveis os colocaram entre os 20% mais baixos. A associação protetora mais forte foi observada para a mortalidade por diabetes. Homens cujos níveis de beta-caroteno estavam entre os mais altos tiveram um risco 79% menor de morrer de diabetes em comparação àqueles cujos níveis estavam entre os mais baixos.

“Apesar da atenção substancial focada nos efeitos do beta-caroteno sobre a saúde humana, um exame sistemático da associação entre as concentrações séricas e a mortalidade em longo prazo não foi relatado”, escreveram os autores Jiaqi Huang e colaboradores. “Até onde sabemos, esta é a maior investigação de status bioquímico de beta-caroteno e mortalidade”.

“Nós encontramos associações inversas significantes entre as concentrações séricas de beta-caroteno e a mortalidade por todas as causas e causas específicas”, eles concluem. “Se a suplementação de beta-caroteno de baixa dose poderia ser similarmente associada com menor mortalidade, seria necessária evidência de ensaios controlados.

Share

No Comments

Post a Comment