logo

Bem Vindos ao Nutrição e Desenvolvimento

Horário de Atendimento
Segunda - Sexta 09:00AM - 17:00PM
Sábado - Domingo FECHADO
NOSSA GALERIA

Seg - Sex 9.00 - 17.00 Sab - Dom FECHADO

55-11-3845-7267

R. Guarará, 529 - Cj. 58 - Jardim Paulista, São Paulo

Top

Ironman Floripa 2017: recorde no masculino e no feminino

Florianópolis mais uma vez reuniu a nata do triathlon brasileiro e mundial para a 17ª edição do Ironman Floripa 2017. E, neste ano, teve quebra de recorde mundial na franquia Ironman do triatleta Timothy Philip, ou Tim Don: 7h40min23 foi o tempo do britânico para completar os 3,8 km de natação, 180 km de ciclismo e 42,2 km de corrida.

Recorde mundial

Tim Don teve um pedal muito forte e chegou à segunda transição com uma distância confortável que manteve até o fim. Kyle Buckinham ficou com a 2ª colocação, enquanto Igor Amorelli foi o brasileiro mais bem colocado, chegando em 3º lugar e garantindo sua classificação para o Campeonato Mundial de Ironman em Kona. Reinaldo Colucci, de volta às provas “full”, ficou com o 4º lugar.

No masculino, outro atleta brasileiro fez história nesta edição do Ironman Floripa 2017: Thiago Vinhal. Além de já estar matematicamente classificado para o Mundial em Kona, foi o primeiro atleta profissional negro a se classificar para o Mundial de Ironman.

Veja como foi a quebra de recorde mundial masculino do Ironman Floripa 2017.

Elas: abaixo de 9 horas

No feminino, Susie Cheetham também bateu o recorde e terminou o Ironman Floripa 2017 em primeiro lugar com o tempo de 8h52min00. Em segundo lugar, Sonja Tajsich (8h57min36) e em terceiro, Haley Chura (8h58min45).

Ariane Monticelli não larga

Vencedora do Ironman Florianópolis em 2015, Ariane Monticelli não largou na edição deste ano, embora tenha feito o bike check-in no sábado. Depois de algumas horas de mistério, a própria atleta explicou nas redes sociais sua ausência, dizendo que as dores do grave acidente que sofreu há algumas semanas a impediram de competir.

“Nadei no sábado e minha situação se agravou. Tentei até o último momento largar, levei a bike até a transição mesmo com dor, mas foi uma batalha enorme. Não dormi, não comi, a dor me venceu e toda minha equipe achou melhor que eu não largasse. Não estou bem, gostaria que isso fosse respeitado. Peço desculpas à torcida, a meus patrocinadores, a todas as pessoas que acreditam em mim. Minha alma está doendo, preciso de um bom tempo pra aceitar tudo que está acontecendo”, escreveu a brasileira.

Brasileiros no pódio em outras edições

Três brasileiros  já foram pódio no Ironman de Floripa: Fernanda Keller, 2004 e 2008; em 2014, a primeira vitória no masculino com o atleta Igor Amorelli, e em 2015, com a vitória de Ariane Monticelli.

Fonte: Ativo

Share

No Comments

Post a Comment