logo

Bem Vindos ao Nutrição e Desenvolvimento

Horário de Atendimento
Segunda - Sexta 09:00AM - 17:00PM
Sábado - Domingo FECHADO
NOSSA GALERIA

Seg - Sex 9.00 - 17.00 Sab - Dom FECHADO

55-11-3845-7267

R. Guarará, 529 - Cj. 58 - Jardim Paulista, São Paulo

Top

Selênio :: Por que você precisa dele?

O selênio é um micronutriente essencial para a maioria das formas de vida, é um poderoso antioxidante, estimula o sistema imunológico e ajuda no equilíbrio do hormônio ativo da glândula tireóide.

Além disso, protege o coração pois reduz a viscosidade do sangue, diminuindo o risco de coágulos, consequentemente, de ataques cardíacos e AVC. Quando a dieta é pobre e deficiente em alimentos que possuem selênio os sintomas percebidos são dores musculares, fadiga e fraqueza muscular, também podem ser observadas manchas brancas nas unhas.

Mas como obter todos os benefícios desse nutriente? Simples, é só abusar dos alimentos ricos em selênio, como frutos do mar e peixes, fígado, carne e aves. Uma das maiores fontes de selênio do Brasil é a castanha do Pará, que contém grande dose do mineral. O consumo de duas unidades supre as necessidades do dia todo. “Esta oleaginosa é rica também em fósforo e cálcio, além de conter as vitaminas A, C, B1, B2 e B5”, complementa a personal gourmet Raquel Sena.

Conheça com detalhes as propriedades e os benefícios do selênio:

Antioxidante – O selênio é um mineral que participa da formação de enzimas de ação antioxidante. Também melhora a utilização da vitamina E, importante na neutralização dos radicais livres. Assim atua retardando o processo de envelhecimento e prevenindo doenças cardiovasculares.

Imunidade – Na deficiência de selênio é observada maior produção de substancias pró-inflamatórias por nosso corpo. Assim o sistema imunológico fica sobrecarregado e mais fraco. O uso de selênio tem papel no bom funcionamento do sistema imunológico, evitando gripes, infecções e viroses.

Tireóide – O consumo adequado de selênio, zinco e iodo está relacionado ao bom funcionamento da tireóide. Estudos mostram que a deficiência de selênio pode reduzir a conversão dos hormônios da tireóide, de T4 em T3, que é a forma mais ativa do hormônio.

Câncer – Pesquisas indicam que a deficiência de selênio aumenta o risco do desenvolvimento de câncer de pulmão, próstata e ovários. Já o consumo adequado está relacionado à menor risco de câncer de intestino, próstata, ovário e leucemia. O consumo se torna ainda mais importante em casos de pessoas com histórico familiar de câncer. O selênio auxilia na prevenção.

Detox – O selênio melhora o trabalho do fígado na eliminação de toxinas. Ajuda inclusive a eliminar metais pesados como mercúrio e cádmio que estão relacionados a doenças neurodegenerativas como Alzheimer.

O selênio, um oligoelemento, é essencial para o bom funcionamento dos sistemas enzimáticos que protegem todo o corpo dos danos causados pela idade.

A deficiência de selênio tem sido associada a principais causas de morte prematura, incluindo doenças cardíacas, câncer e senescência imune. O selênio desempenha um papel na diminuição do risco de câncer e doenças cardiovasculares, bem como promover a função normal do cérebro

Porém, vale lembrar, que todo o excesso é prejudicial e que o selênio em excesso pode causar toxicidade caracterizada por fragilidade e perda de unhas e cabelo. A recomendação de ingestão diária é de 55mcg para adultos.

Fonte: LEF e Vila Mulher

Share

No Comments

Post a Comment