A medicina integrativa é projetada para tratar não apenas a doença, mas para a pessoa em sua totalidade, onde existe uma forte associação entre médico e paciente, com o objetivo de tratar ao mesmo tempo a mente, o corpo e o espírito, utilizando terapias de alta qualidade no apoio aos doentes.

Embora nos centros onde é ensinada a medicina integrativa, também sejam oferecidas terapias mente-corpo, terapias de contato, acupuntura, dietas personalizadas ou terapia criativa, entre outras, sem esquecer os programas de exercícios destinados a promover o relaxamento.

Tudo Sobre Medicina Integrativa:

Estas são algumas das chaves que definem a medicina integrativa:

1 – Medicina Integrativa combina a medicina ocidental convencional com tratamentos alternativos ou complementares, com técnicas como fitoterapiamassagem, acupuntura, Yoga, biofeedback, técnicas de redução de estresse, hipnoterapia, reflexologia e shiatsu, entre outras. 

2 – Esta medicina se baseia em um modelo de saúde e bem-estar, em oposição a um modelo da doença e promove a utilização de uma tecnologia de baixo custo.

3 – Promete durante mais tempo, uma maior atenção e uma abordagem mais ampla para a cura, com base em outras culturas.

4 – Leva em conta tanto os fatores físicos como não físicos que estão inter-relacionados e que afetam a saúde e o bem-estar da pessoa, incluindo outros fatores que afetam sua vida.

5 – Se baseia na conexão mente-corpo, em que existe uma relação entre o cérebro e a doença, as emoções e o sistema imunológico.

6 – Uma vez que esta medicina incorpora tanto tratamentos convencionais como alternativos, são considerados sintomas físicos, psicológicos, sociais e espirituais de saúde e a doença.

7 – Todas as terapias utilizadas na medicina integrativa estão incluídas no tratamento convencional atual de doenças graves, como doenças cardíacas ou câncer, entre outras, a fim de restaurar a saúde e alcançar a cura.

8 – A medicina integrativa é escolhida por muitas pessoas, porque possui alguns valores e crenças mais alinhados sobre saúde e vida, onde os tratamentos são realizados em centros especializados e proporcionam um ambiente adequado para os tratamentos mais adequados.

9 – Uma das vantagens da medicina integrativa é o uso de intervenções naturais sempre que possível, o que resulta em tratamentos mais eficazes e menos invasivos, visando promover a saúde e ajudar a prevenir novas doenças.

10 – Embora a medicina integrativa ofereça diversos tratamentos, os centros onde é ensinada são bem adequados para abordar as doenças em curso, como estresse contínuo e comportamentos relacionados ao estresse, como doenças crônicas que afetam negativamente a saúde das pessoas e cujo objetivo é antecipar-se e tratar de maneira adequada a doença.

O que você acha que destas 10 chaves em medicina integrativa? Você já havia ouvido falar sobre isso?