logo

Bem Vindos ao Nutrição e Desenvolvimento

Horário de Atendimento
Segunda - Sexta 09:00AM - 17:00PM
Sábado - Domingo FECHADO
NOSSA GALERIA

Seg - Sex 9.00 - 17.00 Sab - Dom FECHADO

55-11-3845-7267

R. Guarará, 529 - Cj. 58 - Jardim Paulista, São Paulo

Top

Entenda de vez porque combater os agrotóxicos

Hoje em dia se fala muito em alimentação orgânica, tanto que parece até modismo. Mas a verdade é que esse é um assunto que deveria ser discutido a muito tempo.

Os orgânicos são alimentos cultivados sem o uso de aditivos químicos. Isso significa que eles não estão contaminados por agrotóxicos, que são aquelas substâncias químicas usadas para destruir agentes nocivos a plantas e animais considerados úteis, incluindo vida animal ou vegetal. Sim, por definição regulamentada, eles são responsáveis por eliminar formas de vida.

Organização Mundial da Saúde estima que, a cada ano, entre 3 e 5 milhões de pessoas são contaminadas no mundo todo pelo uso de agrotóxicos como inseticidas, fungicidas, herbicidas, desfoliantes, fumigantes, raticidas e mais. O Brasil é o primeiro no ranking mundial de consumo dessas substâncias, e as culturas mais contaminadas aqui incluem o pimentão (91,8%), o morango (63,4%), o pepino (57,4%), a alface (54,2%) e a cenoura (49,6%), segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

Mas agrotóxico faz mal mesmo?

O contato com doses elevadas pode provocar espasmos musculares, convulsões, náuseas e vômitos imediatamente. Esse cenário não é comum na vida de um consumidor, é verdade. Mas a exposição frequente, mesmo que a doses baixas, pode provocar problemas no fígado, no coração, na respiração e até o aparecimento de alguns tipos de câncer. E ainda há animais domésticos, águas, solos e ecossistemas inteiros afetados pela a ação desses produtos.

Continue lendo…

Share

No Comments

Post a Comment