logo

Bem Vindos ao Nutrição e Desenvolvimento

Horário de Atendimento
Segunda - Sexta 09:00AM - 17:00PM
Sábado - Domingo FECHADO
NOSSA GALERIA

Seg - Sex 9.00 - 17.00 Sab - Dom FECHADO

55-11-3845-7267

R. Guarará, 529 - Cj. 58 - Jardim Paulista, São Paulo

Top

Alimento cerebral: quatro razões para comer chocolate

- Os flavanóis no cacau podem ajudar a sua pele a lutar contra os efeitos nocivos dos raios UV do sol. Isso pode explicar o aumento do uso de manteiga de cacau em muitas loções para o corpo até tarde. Um estudo no Journal of Nutrition argumenta que as mulheres que consumiram pó de cacau de alto flavanol estavam melhor protegidas dos raios do sol e que exibiam aumento da densidade da pele e melhores níveis de hidratação. - A teobromina, o ingrediente ativo do cacau, é semelhante à cafeína, mas muito menos viciante e não afeta o sistema nervoso. Na verdade, comer chocolate faz com que seu cérebro libere neurotransmissores de boa sensação, como endorfina e dopamina, o que explica por que o chocolate pode...

Share

Benefícios do Ghee: 11 Razões Saudáveis Para Usar Manteiga Clarificada

Parece manteiga, é feito com manteiga, meio que cheira a manteiga, mas será que o ghee é saudável mesmo? O ghee, mais conhecido como manteiga clarificada, é uma fonte de gordura tradicionalmente usada na culinária indiana. Você não vê potes de Ghee nas prateleiras dos supermercados, mas pode facilmente fazê-lo em casa. Ao fazer a sua própria manteiga (ou usando um pedaço de manteiga sem sal), você prepara o ghee derretendo a manteiga em fogo médio até ferver. "Enquanto a maioria das manteigas clarificadas são preparadas através da remoção de sólidos do leite nas etapas iniciais, o ghee se diferencia por continuar a ferver com os sólidos do leite para dar ao produto final um sabor distinto", diz a nutricionista Raman Khatar do Food for Thought, em...

Share

O letal desprezo à vida saudável

Especialista reflete sobre o impacto de determinados hábitos na saúde dos brasileiros Fonte: Revista Saúde Por Ibraim Masciarelli Pinto* A edição 2016 do estudo Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), recém-publicado pelo Ministério da Saúde, apresenta três dados positivos: aumentou o consumo regular de frutas e hortaliças, cresceu a prática de atividade física no lazer e caiu a ingestão de refrigerantes e sucos artificiais. As boas notícias, infelizmente, param por aí. Embora sejam bem-vindos, esses avanços são incipientes, pois não foram acompanhados de melhoria dos índices de saúde dos brasileiros. Na verdade, houve piora dos fatores de risco para doenças cardiovasculares entre 2006 e 2016. Os achados são preocupantes: o excesso de peso cresceu 26,3% em dez anos, passando de 42,6% para 53,8% da população; o número de pessoas com diabetesaltou 61,8%,...

Share

Os chás que dão energia

Esqueça aquela ideia de que essa bebida é boa só para embalar o sono. Tem versão que favorece o estado de alerta Não é só o café que tem a capacidade de turbinar a atenção. Alguns tipos de chás também possuem esse efeito. É o caso daqueles feitos com a planta Camellia sinensis, como o preto e o verde. É que eles possuem uma dose razoável de cafeína, a substância conhecida por estimular o sistema nervoso central. Nesse quesito, o chá preto sai na frente do verde, branco e oolong – as quatro versões derivadas da Camellia sinensis. “Uma xícara de 200 mililitros dele tem 40 miligramas de cafeína”, conta a nutricionista Bianca Chimenti Naves, da clínica NutriOffice, de São Paulo. O verde vem logo atrás, com 36 miligramas. “Mas o teor de cafeína em ambos...

Share

O que você costuma comer de noite?

Chega a noite e, apesar do cansaço, você não consegue dormir? Os motivos podem ser muitos, mas preste atenção também na sua alimentação.  Quando isso ocorre, o corpo acaba gastando energia quando na verdade deveria estar em modo de descanso. Fora as chances de sentir os sintomas provocados pelo refluxo, como azia, queimação e mal-estar. A última coisa que queremos fazer é colocar a saúde em risco por conta de hábitos não saudáveis, não é mesmo? Por isso, antes de dormir evite alimentos e bebidas que sejam gordurosos, picantes, açucarados, cafeinados ou alcoólicos. Para uma alimentação mais leve, consuma mais legumes, verduras verdes e frutas de baixo índice glicêmico.  O melhor é que a última refeição seja feita pelo menos uma hora antes de dormir, mas isso pode variar de acordo com...

Share

Leite e camarão são os dois alimentos que mais causam alergia no Brasil

A alergista Ariana Yang explica porque a intoxicação com os frutos do mar pode ser leve na primeira vez, mas matar na segunda e a também alergista Ana Paula Moschione fala sobre os medicamentos que são proibidos para algumas pessoas. Alergia – A alergia surge quando há intolerância do organismo a alguma substância (alimento, pólen, medicamento, veneno de insetos, entre outros). O contato pode causar, em minutos, reações violentas no corpo, como o edema de glote e o choque anafilático. Também pode provocar vômitos e diarreias, convulsões e até levar à morte se a pessoa não receber o socorro adequado. As reações ocorrem porque o sistema imunológico confunde substâncias inofensivas, como alimentos, picadas ou até mesmo o látex da borracha, com invasores. Assim, anticorpos tentam destruí-los e quando...

Share

Os alimentos odiados do cardápio brasileiro: Explicamos o que perdemos ao rejeitá-los

Os excluídos da dieta! Quem entra na sua lista? Língua de boi, dobradinha, jiló, quiabo, fígado? É genético e a ciência explica: o ser humano prefere o paladar doce e rejeita o amargo. Isso é uma questão evolutiva porque na pré-história a principal fonte de energia eram as frutas (doces). Com o tempo fomos nos acostumando com o doce até a invenção do açúcar (que aguçou ainda mais essa preferência). Ao mesmo tempo, o amargo era rejeitado por ser característico dos venenos das plantas, uma estratégia de defesa da natureza. Outra explicação para as preferências alimentares é o hábito familiar e cultural. A gente tende a comer o que é familiar ou provamos o novo só quando estamos em situações sociais. Por isso é importante apresentar os...

Share

Cascas de alimentos concentram nutrientes importantes para a saúde

O que fazer com a casca dos alimentos? Muita gente joga fora, mas as convidadas do Bem Estar desta segunda-feira (8), a cientista de alimentos Glaucia Pastore e a nutricionista Sonia Tucunduva, explicaram o que a gente perde quando joga as cascas no lixo. Muita gente tira a casca da maçã, mas quem faz isso está perdendo nutrientes importantes. A cientista de alimentos lembra que existem vários estudos que comprovam os benefícios da casca da fruta. Ela é rica em vitaminas do complexo B, ácido fólico e substâncias bioativas, que mantêm as células jovens. As maçãs com casca vermelha são ricas nestes nutrientes. Já a casca da maçã verde é mais rica em pectina, uma substância que diminui o colesterol. As cascas de vegetais também são ricas...

Share

Entenda as diferenças entre os vários tipos de iogurte

O iogurte é um coringa na alimentação, em qualquer hora do dia. O engenheiro de alimentos Guilherme Rodrigues explicou a diferença entre o natural, de garrafinha e grego. Já a nutricionista Danielle Fontes alertou para a quantidade de açúcar no iogurte com probiótico – em vez de fazer bem, ele pode fazer mal para o intestino. O iogurte nada mais é do que um leite fermentado por bactérias que se alimentam da lactose e liberam ácido láctico. Entretanto, existem vários tipos. O natural puro tem proteínas, lactose, gordura e cálcio. Também pode ter a adição de açúcar, polpa de fruta, corante. Já o iogurte de garrafinha é o que, em geral, tem menos proteína, diferente do iogurte grego, que concentra mais proteína e também mais gordura. Outro...

Share

Você sofre de intolerância ou alergia alimentar? Talvez seja necessário saber

Apesar do crescente número de interessados em entender melhor os malefícios causados pelo glúten e pelo leite de vaca no nosso organismo, é muito maior a quantidade de pessoas resistentes a esta ideia. As justificativas são as mais variadas. Eu começo pela falta de informações isentas e objetivas. Estes temas são recorrentes no meu blog, mas sei que ele é uma exceção e que bate de frente com os grandes veículos que se apressam em divulgar as notícias que favorecem a indústria alimentícia, regada à muito açúcar, trigo e leite. Se você quiser saber mais sobre os efeitos destes alimentos no nosso organismo é só procurar pelos posts iniciais deste blog. Eu entendo que não é nada fácil mudar um hábito que nos acompanha durante toda a vida. Acredito que...

Share