logo

Bem Vindos ao Nutrição e Desenvolvimento

Horário de Atendimento
Segunda - Sexta 09:00AM - 17:00PM
Sábado - Domingo FECHADO
NOSSA GALERIA

Seg - Sex 9.00 - 17.00 Sab - Dom FECHADO

55-11-3845-7267

R. Guarará, 529 - Cj. 58 - Jardim Paulista, São Paulo

Top

O que você costuma comer de noite?

Chega a noite e, apesar do cansaço, você não consegue dormir? Os motivos podem ser muitos, mas preste atenção também na sua alimentação.  Quando isso ocorre, o corpo acaba gastando energia quando na verdade deveria estar em modo de descanso. Fora as chances de sentir os sintomas provocados pelo refluxo, como azia, queimação e mal-estar. A última coisa que queremos fazer é colocar a saúde em risco por conta de hábitos não saudáveis, não é mesmo? Por isso, antes de dormir evite alimentos e bebidas que sejam gordurosos, picantes, açucarados, cafeinados ou alcoólicos. Para uma alimentação mais leve, consuma mais legumes, verduras verdes e frutas de baixo índice glicêmico.  O melhor é que a última refeição seja feita pelo menos uma hora antes de dormir, mas isso pode variar de acordo com...

Share

Leite e camarão são os dois alimentos que mais causam alergia no Brasil

A alergista Ariana Yang explica porque a intoxicação com os frutos do mar pode ser leve na primeira vez, mas matar na segunda e a também alergista Ana Paula Moschione fala sobre os medicamentos que são proibidos para algumas pessoas. Alergia – A alergia surge quando há intolerância do organismo a alguma substância (alimento, pólen, medicamento, veneno de insetos, entre outros). O contato pode causar, em minutos, reações violentas no corpo, como o edema de glote e o choque anafilático. Também pode provocar vômitos e diarreias, convulsões e até levar à morte se a pessoa não receber o socorro adequado. As reações ocorrem porque o sistema imunológico confunde substâncias inofensivas, como alimentos, picadas ou até mesmo o látex da borracha, com invasores. Assim, anticorpos tentam destruí-los e quando...

Share

Os alimentos odiados do cardápio brasileiro: Explicamos o que perdemos ao rejeitá-los

Os excluídos da dieta! Quem entra na sua lista? Língua de boi, dobradinha, jiló, quiabo, fígado? É genético e a ciência explica: o ser humano prefere o paladar doce e rejeita o amargo. Isso é uma questão evolutiva porque na pré-história a principal fonte de energia eram as frutas (doces). Com o tempo fomos nos acostumando com o doce até a invenção do açúcar (que aguçou ainda mais essa preferência). Ao mesmo tempo, o amargo era rejeitado por ser característico dos venenos das plantas, uma estratégia de defesa da natureza. Outra explicação para as preferências alimentares é o hábito familiar e cultural. A gente tende a comer o que é familiar ou provamos o novo só quando estamos em situações sociais. Por isso é importante apresentar os...

Share

Cascas de alimentos concentram nutrientes importantes para a saúde

O que fazer com a casca dos alimentos? Muita gente joga fora, mas as convidadas do Bem Estar desta segunda-feira (8), a cientista de alimentos Glaucia Pastore e a nutricionista Sonia Tucunduva, explicaram o que a gente perde quando joga as cascas no lixo. Muita gente tira a casca da maçã, mas quem faz isso está perdendo nutrientes importantes. A cientista de alimentos lembra que existem vários estudos que comprovam os benefícios da casca da fruta. Ela é rica em vitaminas do complexo B, ácido fólico e substâncias bioativas, que mantêm as células jovens. As maçãs com casca vermelha são ricas nestes nutrientes. Já a casca da maçã verde é mais rica em pectina, uma substância que diminui o colesterol. As cascas de vegetais também são ricas...

Share

Entenda as diferenças entre os vários tipos de iogurte

O iogurte é um coringa na alimentação, em qualquer hora do dia. O engenheiro de alimentos Guilherme Rodrigues explicou a diferença entre o natural, de garrafinha e grego. Já a nutricionista Danielle Fontes alertou para a quantidade de açúcar no iogurte com probiótico – em vez de fazer bem, ele pode fazer mal para o intestino. O iogurte nada mais é do que um leite fermentado por bactérias que se alimentam da lactose e liberam ácido láctico. Entretanto, existem vários tipos. O natural puro tem proteínas, lactose, gordura e cálcio. Também pode ter a adição de açúcar, polpa de fruta, corante. Já o iogurte de garrafinha é o que, em geral, tem menos proteína, diferente do iogurte grego, que concentra mais proteína e também mais gordura. Outro...

Share

Você sofre de intolerância ou alergia alimentar? Talvez seja necessário saber

Apesar do crescente número de interessados em entender melhor os malefícios causados pelo glúten e pelo leite de vaca no nosso organismo, é muito maior a quantidade de pessoas resistentes a esta ideia. As justificativas são as mais variadas. Eu começo pela falta de informações isentas e objetivas. Estes temas são recorrentes no meu blog, mas sei que ele é uma exceção e que bate de frente com os grandes veículos que se apressam em divulgar as notícias que favorecem a indústria alimentícia, regada à muito açúcar, trigo e leite. Se você quiser saber mais sobre os efeitos destes alimentos no nosso organismo é só procurar pelos posts iniciais deste blog. Eu entendo que não é nada fácil mudar um hábito que nos acompanha durante toda a vida. Acredito que...

Share

A dieta rica em tomates corta risco de câncer de pele pela metade

O consumo diário de tomate parece cortar o desenvolvimento de tumores de câncer de pele pela metade em um estudo de ratos na Ohio State University. O novo estudo de como as intervenções nutricionais podem alterar o risco de câncer de pele apareceu on-line na revista Scientific Reports. Ele descobriu que ratos machos alimentados com uma dieta de 10 por cento de pó de tomate por dia durante 35 semanas, depois expostos à luz ultravioleta, experimentaram, em média, uma diminuição de 50 por cento em tumores de câncer de pele em comparação com ratos que não comeram tomate desidratado. A teoria subjacente à relação entre tomates e câncer é que os carotenóides dietéticos, os compostos pigmentantes que dão aos tomates de sua cor, podem proteger a pele contra...

Share

Cerveja Saudável: Conheça a nova cerveja probiótica

Os amantes da cerveja podem em breve ter uma bebida amigável para brindar, graças à criação de uma nova cerveja probiótica por uma equipe de pesquisadores da National University of Singapore (NUS). Esta nova cerveja incorpora a estirpe probiótica do Lactobacillus paracasei L26, que foi isolada pela primeira vez dos intestinos humanos e tem a capacidade de neutralizar toxinas e vírus, além de regular o sistema imunológico. A idéia de produzir uma cerveja probiótica foi discutida pela primeira vez por Miss Chan Mei Zhi Alcine, uma estudante de quarto ano do Programa de Ciência e Tecnologia de Alimentos sob a NUS Faculty of Science, que consome bebidas probióticas com base em lácteos diariamente. "Os benefícios para a saúde dos probióticos são bem conhecidos". Enquanto boas bactérias são...

Share

Excesso de alimentos ácidos pode gerar problemas de saúde

Você sabia que uma  alimentação desequilibrada, com excesso de acidez, pode favorecer a produção de ácidos. E que eles, por sua vez, colocam em risco o equilíbrio do pH sanguíneo. É o que explica o médico Théo Webert, que atua em nutrologia e qualidade de vida. “Com esse desequilíbrio, o corpo acaba utilizando substâncias necessárias para outras funções, como o cálcio, que serve para fortalecer os ossos e acaba tendo outro fim, como retomar a alcalinidade do nosso corpo”, diz. Segundo ele, a maioria das pessoas desconhece mas mas o fator pH do organismo pode causar uma série de transtornos para nossa saúde. A acidez, por exemplo, acaba favorecendo  condições médicas clínicas. De acordo com estudo da Universidade de Indiana, alguns exemplos podem ser úlceras, problemas de pele,...

Share

Marcas de produtos sem glúten chegam a crescer até 200% por ano, no Brasil

Fonte: Estadão por Juliana Carreiro Se existe um setor que parece estar bem distante de uma crise econômica é o dos produtos alimentícios isentos de glúten. São pães, bolos, diferentes tipos de macarrão, biscoitos, cookies, massas prontas de pizza e torta, esfihas e coxinhas congeladas, entre muitos outros. No último final de semana uma feira reuniu em São Paulo cerca de setenta expositores com novidades deste mercado e também com suplementos nutricionais, produtos orgânicos, veganos e isentos de leite de vaca. O Gluten Free Brasil está na sua oitava edição e, de acordo com a organização, cresceu 500% nos últimos 6 anos. É mais uma prova da força deste mercado. Segundo dados da consultoria internacional Euromonitor, ele deve prosperar 32% até 2020. Foram dois dias de palestras...

Share