logo

Bem Vindos ao Nutrição e Desenvolvimento

Horário de Atendimento
Segunda - Sexta 09:00AM - 17:00PM
Sábado - Domingo FECHADO
NOSSA GALERIA

Seg - Sex 9.00 - 17.00

55-11-3845-7267

Whatsapp 55-11-9833-2857

R. Guarará, 529 - Cj. 107 - Jardim Paulista, São Paulo

Top

Aumenta caso de intoxicação por álcool gel em Crianças

De uma hora para a outra, o álcool em gel virou item indispensável nas casas para o combate ao novo coronavírus. A presença constante do produto, porém, levou a um efeito colateral não calculado pelos pais: o risco de intoxicação das crianças.

A NT foi elaborada com base nos dados dos Centros de Informação e Assistência Toxicológica (CIATox). Para se ter uma ideia do crescimento dos casos de intoxicação por álcool gel, de janeiro a abril deste ano houve 108 registros, frente a 15 casos em 2018 e 17 no ano de 2019. É perceptível, portanto, o aumento expressivo dos casos em 2020, fazendo com que esta ocorrência seja relacionada ao enfrentamento da pandemia do novo coronavírus, uma vez que a higienização frequente das mãos tem sido incentivada como forma de prevenir o contágio.

Sinais de alerta

Os pais que desconfiam que a criança esteve mexendo com o álcool em gel, devem ficar atentos a alguns sinais no comportamento do filho, como:

Tontura (em uma criança que já anda);
Fala arrastada (em uma criança que já fala);
Sonolência (em bebês);
Respiração mais lenta.

Orientações importantes 

1- Lavar as mãos das crianças com água e sabonete é a higienização mais recomendada. A eficiência da lavagem com sabonete é equivalente à utilização do álcool gel 70% no controle da propagação da Covid-19. Restrinja o uso do álcool gel para as ocasiões em que a lavagem das mãos não for possível.

2- Mantenha o álcool gel fora do alcance das crianças, principalmente das crianças menores, entre 1 e 5 anos de idade.

3- O álcool, seja na forma líquida ou em gel, é um produto inflamável e pode causar acidentes com fogo. Ao aplicar o produto, não fique perto de fogões, isqueiros, fósforos etc. Mantenha o produto longe do fogo e do calor.

4- Evite o armazenamento desses produtos em recipientes diferentes e não etiquetados.

5- Não utilize o produto em forma de aerossol nas crianças.

6- O álcool gel pode ser extensivo ao uso infantil, desde que aplicado por um adulto ou sob a supervisão de um adulto.

7- Em caso de emergências toxicológicas, não provoque vômito. Tenha em mãos o número 0800-722-6001 do Centro de Informação e Assistência Toxicológica, o CIATox.

Obs.: Os CIATox estão presentes em todas as regiões do Brasil, com atendimento em regime de plantão permanente por teleconsultoria. Alguns deles realizam atendimento presencial. Os Centros prestam assistência a pessoas expostas a substâncias químicas, plantas tóxicas e animais peçonhentos, com vistas à redução de morbimortalidades ao prover informações aos profissionais de saúde, às instituições e à população em geral.

Share

No Comments

Post a Comment