logo

Bem Vindos ao Nutrição e Desenvolvimento

Horário de Atendimento
Segunda - Sexta 09:00AM - 17:00PM
Sábado - Domingo FECHADO
NOSSA GALERIA

Seg - Sex 9.00 - 17.00

55-11-3845-7267

Whatsapp 55-11-9833-2857

R. Guarará, 529 - Cj. 58 - Jardim Paulista, São Paulo

Top

O sono é um antioxidante?

Um estudo publicado na revista PLOS Biology acrescenta evidências a uma hipótese controversa sobre o propósito do sono. Embora o sono ocorra entre quase todos os animais, suas funções ainda são um tanto misteriosas.

Em sua introdução ao artigo, Vanessa M. Hill e seus colegas da Universidade de Columbia observam que, apesar da vulnerabilidade resultante a predadores e outros perigos, o sono é um comportamento evolutivamente conservado em todo o reino animal. A privação aguda do sono pode resultar em comprometimento cognitivo, anormalidades metabólicas e até morte, embora não se saiba se são causados ​​por perda de sono ou estresse associado.

“Uma hipótese controversa para a função do sono é a teoria do fluxo de radicais livres do sono, proposta em um artigo teórico de Reimund em 1994”, escrevem Dr Hill e associados. “Reimund propôs que as espécies reativas de oxigênio (ROS) se acumulam nos neurônios durante o estado de vigília e que o sono permite a liberação de ROS no cérebro … Assim, a hipótese do fluxo de radicais livres propôs que a função central do sono é atuar como um antioxidante para o cérebro “.

Os pesquisadores observaram que as moscas-das-frutas mutantes de dormência curta (Drosophila) compartilhavam o defeito da sensibilidade ao estresse oxidativo agudo, que ocorre quando há um desequilíbrio entre o excesso de radicais livres e as respostas antioxidantes. Estas moscas tinham vidas mais curtas do que as moscas normais sem a mutação. A equipe descobriu que o aumento do sono em moscas normais melhorou a sobrevivência após um desafio oxidativo. Além disso, reduzir o estresse oxidativo em seus neurônios pela superexpressão de genes antioxidantes reduziu o sono.

“Em conjunto, nossos resultados suportam uma hipótese intrigante para uma relação bidirecional entre o sono e o estresse oxidativo: o estresse oxidativo desencadeia o sono, que então age como um antioxidante para o corpo e para o cérebro”, concluem os autores.

Share

No Comments

Post a Comment