logo

Bem Vindos ao Nutrição e Desenvolvimento

Horário de Atendimento
Segunda - Sexta 09:00AM - 17:00PM
Sábado - Domingo FECHADO
NOSSA GALERIA

Seg - Sex 9.00 - 17.00

55-11-3845-7267

Whatsapp 55-11-9833-2857

R. Guarará, 529 - Cj. 107 - Jardim Paulista, São Paulo

Top

Envelhecimento precoce da pele :: Causadores

Cerca de 50% da radiação emitida pelo sol é infravermelha, 40% é a luz visível ao olho humano e 10% corresponde à radiação ultravioleta (UVA, UVB, UVC).

A radiação UV é absorvida principalmente pelo DNA e, em excesso ocasiona danos por prejudicar o processo de reparação normal pelo DNA. a radiação UVB interage diretamente com o DNA, produzindo mutações, diferentemente da radiação UVA que agride indiretamente. Além disso, a epiderme e derme sofrem alterações químicas e histológicas após a exposição solar persistente, o que favorece o surgimento acelerado de rugas, aspereza, ressecamento, pigmentação irregular e lesões.

Diversos fatores ambientais influenciam a intensidade da radiação UV que atinge a super;ice terrestre, como os níveis de ozônio, altura e cobertura das nuvens, poluentes ambientais e estação do ano. A camada de ozônio absorve 100 da radiação UVC, 90% radiação UVB e praticamente não absorve a radiação UVA. a partir dos anos 70, a camada de ozônio vem diminuindo anualmente e estima-se que para cada 1% dessa diminuição existe um aumento de 1 a 2% na quantidade de radiação UVB que atinge a superfície terrestre.

A radiação infravermelha penetra mais que os raios UVs, atingindo a hipoderme. Atualmente, acredita-se que ela pode ter efeito aditivo ao UV, gerando radicais livres em excesso, alterando o DNA da célula nitocondraial, interferindo na formação do colágeno, contribuindo para o fotoenvelhecimento e formação de câncer de pele.

Estudos recentes mostram que, alume da radiação solar, a poluição também tem fator importante no processo de envelhecimento da pele. a presença na atmosfera de partículas de poeira, fumaça e algumas moléculas induzem a formação de radicais livres. apesar de haver mecanismos de defesa na pele contra o estresse oxidativo, a exposição a essas substâncias externas e outros gases nocivos, fazem com que haja um acúmulo indesejado desses poluentes na superfície cutânea. Para se defender o organismo consome parte desses recursos, diminuindo nossas defesas naturais contra radiação UV.

Danos Oxidativos Causados pelos Raios UV

Hiperpigmentação, rugas profundas, flacidez e textura áspera da pele.

UVA

  • Responsável pelo bronzeado, hiperpigmentação e rugas;
  • Médio grau de intensidade;
  • Não é bloqueado totalmente com protetor solar.

UVB

  • Deixa a pele vermelha e queimada;
  • Ajuda na fabricação da Vit D;
  • Aumenta o risco de câncer;
  • Abundante entre 10h e 16h;
  • Alto grau de intensidade.

Infravermelho

  • Provoca sensação de calor;
  • Causador do envelhecimento;
  • Baixo grau de intensidade.

Danos Oxidativos Causados plea poluição

Mais hiperpigmentação, rugas faciais mais profundas e perda de elasticidade.

A poluição esgota os antioxidantes naturais, causa o envelhecimento da pele, inflamações e doenças como o câncer de pele.

 

 

Portanto, a utilização de protetores solar é essencial contra os efeitos nocivos provocados pela radiação UV sobre a pele, prevenindo o envelhecimento precoce e o cancer de pele. Mas necessário proteger tanto da radiação UVA e UVB.

Hoje em dia, sabe-se dos benefícios de associar ao protetor solar antioxidantes. É sobre este assuntos que falaremos amanhã. Acompanhe!

Leia mais:

Envelhecimento precoce da pele :: Prevenção

Share

No Comments

Post a Comment