logo

Bem Vindos ao Nutrição e Desenvolvimento

Horário de Atendimento
Segunda - Sexta 09:00AM - 17:00PM
Sábado - Domingo FECHADO
NOSSA GALERIA

Seg - Sex 9.00 - 17.00

55-11-3845-7267

Whatsapp 55-11-9833-2857

R. Guarará, 529 - Cj. 58 - Jardim Paulista, São Paulo

Top

Brent McMahon e Liz Lyles vencem e quebram recordes no Ironman Florianópolis 2016

Fonte: CbTri

Novos campeões e com novos recordes. O IRONMAN Florianópolis incluiu, neste domingo, dia 29, em Jurerê Internacional, mais dois nomes à lista de grandes  vencedores da disputa, a mais tradicional do país. O canadense Brent McMahon e a norte-americana Elizabeth Lyles foram os vencedores do South American Championship IRONMAN Florianópolis 2016, somando importantes pontos no ranking para o Mundial do Havaí, em outubro. Brent, terceiro colocado em 2015, completou os 3.8 km de natação, 180.2 km de ciclismo e 42.2 km de corrida com o tempo de 7h46min10seg, novo recorde e quase 20 minutos à frente do segundo colocado, o britânico Tim Don, com 8h04min15seg.  Kevin Collington, dos Estados Unidos, ficou em terceiro, com 8h04min58seg. O melhor brasileiro foi Fabio Carvalho,em sexto, com o tempo de 8h19min17seg.

Screen Shot 2016-05-30 at 13.39.03

No feminino, depois de perder nos últimos quilômetros da maratona, em 2015 a norte-americana voltou este ano venceu com sobras, com marca de 8h54min11seg, também novo recorde. A segunda colocação, mais de 15 minutos depois, foi da alemã Mareen Hufe, 9h09min36seg, enquanto a terceira ficou com a espanhola Gurutze Frades, com 9h15min52seg.  A campeã de 2015, a brasileira Ariane Monticeli, teve problemas com sua bicicleta e, mesmo assim terminou em quarto, com 9h21min18seg. Já a local Mariana Borges, campeã do 70.3 Rio de Janeiro, terminou em sexto,  9h34min01seg.

A esperada chuva para o domingo não decepcionou os participantes. Desde a largada, com uma garoa fina, e  ao longo de dia, ela foi companheira dos triatletas em Florianópolis. Mas isso não tirou o entusiasmo e a briga pela primeira colocação teve bons momentos. Brent saiu entre os primeiros colocados na natação e, no ciclismo, duelou com o brasileiro Igor Amorelli, vencedor de 2014. O brasileiro, entretanto, voltava de uma cirurgia e acabou saindo da prova, deixando a briga para o canadense e o britânico Tim Don.

Mas o dia era de Brent, que só fez abrir sua vantagem até cruzar em primeiro lugar com o novo recorde da prova. O esforço foi tanto que o campeão acabou sendo atendido pelos médicos após a vitória. “Depois do ano passado eu tinha certeza que voltaria aqui. Florianópolis tem um percurso incrível, é bem organizada e tem uma atmosfera diferente. Eu estou bastante satisfeito com o resultado, em uma certa hora da prova eu vi que estava rápido e pensei “vamos ver até onde isso pode ir”. Eu sabia que estava rápido, especialmente na corrida. Mantive um pace muito bom. Estou muito feliz com a minha vitória e agora penso no que posso fazer em Kona. Agora vou sentar com os meus treinadores e ver o que mais pode ser feito”, declarou.

Melhor brasileiro na prova, Fábio Carvalho, campeão do 70.3 de Foz do Iguaçu em 2014, também era só alegria com o sexto lugar. “Estou muito feliz com o resultado. Consegui encaixar bem minha prova. O carinho da torcida aqui é incrível e ajudou muito nesse resultado. Eu vim com o objetivo de conquistar um top-10 e veio o sexto lugar. Agora vou comemorar muito com a minha família e amigos, mas depois já vamos sentar com a equipe toda e já programar o segundo semestre”, afirmou.

Feminino

Liz Lyles comemorou como nunca sua vitória. Afinal, a derrota inesperada no ano passado deixou a atleta bastante incomodada. Ela se preparou bem, veio determinada e conseguiu atingir sua meta, contando também com o problema da bike de Ariane, que tirou a brasileira da briga pelo primeiro lugar.

“O meu principal objetivo do ano era ganhar aqui, era ganhar uma etapa continental e eu consegui! Agora posso pensar em Kona. Vencer no Brasil é especial demais, a torcida daqui é inigualável, me fizeram chorar”, disse.  “A prova foi muito boa, consegui fazer um bom pedal apesar da chuva e uma ótima corrida. Estou bem feliz com o resultado e com o recorde. Eu queria muito vencer aqui e consegui. Esse é um evento especial”, completou.

A brasileira, por sua vez, não escondeu a decepção. “Estou muito frustrada com o que aconteceu. Eu treinei muito para essa prova, mas infelizmente coisas assim podem acontecer. A torcida aqui me motivou muito e, apesar de todas as dificuldades no ciclismo, em nenhum momento pensei em desistir. Nunca faria isso, nem que tivesse que andar até a meia noite”, destacou. “Eu perdi muito tempo na bicicleta, tentei tirar o máximo que deu, mas a distância era muito grande. As meninas que terminaram na frente estão de parabéns”, finalizou.

Programação

30 Maio – Segunda – Clube Doze de Agosto
9h00 – 14h – EXPO – IRONMAN
9h00 – 12h – Achados e Perdidos
10h –  Confirmação dos Classificados para o IRONMAN World Championship
11h – Premiação
22h –  Festa de Confraternização (à confirmar)

* Programação sujeita à alteração sem aviso prévio.

Resultados 2016 – Elite:

Masculino

1) Brent Mcmahon (CAN),  7h46min10seg * (47:47/4:11:54/2:42:52)
2) Tim Don (GBR),  8h04min15seg (47:49/4:22:00/2:50:26)
3) Kevin Collington (EUA(),     8h04min58seg (47:58/4:23:48/2:48:48)
4) Paul Matthews (AUS),  8h08min57seg (47:46/4:24:45/2:52:01)
5) Pedro Silva Gomes (PRT), 8h16min42seg (54:38/4:29:29/2:47:50)
6) Fabio Carvalho (BRA), 8h19min07seg (47:58/4:35:20/2:50:55)
7) Ronnie Schildknecht (SUI),  8h19min59seg (55:14/4:28:44/2:51:06)
8) Frank Silvestrin (BRA),  8h20min3seg (51:10/4:33:29/2:51:13
9) Mario de Elias (ARG),  8h21min37seg (51:15/4:33:21/2:52:42)
10) Luis Henrique Ohde (BRA), 8h27min32seg (48:21/4:35:49/2:58:36)

Feminino

1ª) Elizabeth Lyles (EUA), 8h54min11seg * (56:53/4:48:37/3:03:48)
2ª) Mareen Hufe (ALE), 9h09min36seg (1:01:22/4:51:31/3:11:02)
3ª) Gurutze Frades (ESP), 9h15min52seg (1:01:26/5:00:36/3:08:54)
4ª) Ariane Monticeli (BRA), 9h21min18seg (1:01:25/5:09:24/3:03:55)
5ª) Kristin Möller (ALE), 9h29min36seg (1:01:22/5:18:12/3:04:41)
6ª) Mariana Borges (BRA), 9h34min01seg (59:39:67/5:05:53/3:23:20)
7ª) Cait Snow  (EUA),  9h35min13seg  (56:47/5:19:58/3:12:27)
8ª) Laurel Wassner (EUA), 9h38min45seg (56:42/5:20:14/3:14:09)
9ª) Karina Ottosen (DIN), 9h44min17seg (1:01:19/5:17:07/3:20:29)
10ª) Lucie Zelenkova (CZE), 9h54min05seg (54:10/5:19:45/3:34:13)

Campeões

2001- Eduardo Sturla (ARG), 8h11min10s / Wendy Ingraham (EUA), 9h10min02s
2002 – Spencer Smith (GBR), 8h15min38/Nicole Leder (ALE), 9h24min45s
2003 – Oscar Galindez (ARG), 8h16min10/ Bárbara Buenahora (ARG), 9h33min21
2004 – Olaf Sabatchus (ALE), 8h19min32s/Fernanda Keller (BRA), 9h26min05s
2005 – Olaf Sabatchus (ALE), 8h50min56s/Joanna Zeiger (EUA), 9h29min43s
2006 – Oscar Galindez (ARG), 8h15min18s/Lisbeth Kristensen (DIN), 9h20min46s
2007 – Oscar Galindez (ARG), 8h21min11s/Nina Kraft (EUA), 9h12min39s
2008 – Eduardo Sturla (ARG), 8h28min24s/Fernanda Keller (BRA), 9h24min49s
2009 – Eduardo Sturla (ARG), 8h13min38s/Dede Griesbauer (EUA), 9h10min14s
2010 – Luke McKenzie (AUS), 8h07min38s/Tereza Macel (CAN), 9h26min08s
2011 – Eduardo Sturla, (ARG), 8h15min03s/Amy Marsh (EUA), 9h09min39s
2012 – Ezequiel Morales (ARG), 8h22min40s/Sofie Goss (BEL), 9h17min42seg
2013 – Timothy O´Donnell (EUA), 8h01min32s/Amanda Stevens (EUA), 9h05min52s
2014 – Igor Amorelli (BRA), 8h07min53s/Sara Gross (CAN), 8h56min34s
2015 – Marino Vanhoenacker (BEL)/7h53min44s/Ariane Monticelli (BRA), 8h59min08s
2016 – Brent McMahon (CAN), 7h46min11s*/Elizabeth Lyles (EUA), 8h54min11s*

*Novo recorde da prova.

O IRONMAN Florianópolis é organizado pela Unlimited Sports e realizado pela Associação Brasileira Esportiva Social e Cultural Endurance (ABEE). Conta com o patrocínio da Mizuno e apoio da Secretaria de Estado de Turismo, Esporte e Cultura de Santa Catarina (Fundesporte), Governo do Estado de Santa Catarina, Prefeitura Municipal de Florianópolis e Fundação Municipal de Esportes (FME/Fpolis), Citroen, Oakley, Gatorade, AquaSphere, Shimano, Integralmedica, NET, OutBack, Unimed Florianópolis, Fetrisc, EU Atleta, Sympla e Trisport.

A Unlimited Sports é a mais nova agencia esportiva do mercado e é comandada por Carlos Galvão, que deixou a Latin Sports – empresa que fundou há 15 anos -, para seguir carreira solo. A empresa inicia, assim, suas atividades confirmando a realização do Circuito, com um total de cinco provas, e está renovando com o Movimento IRONMAN até 2020.

A Unlimited Sports chega ao mercado trazendo novos ares, porém, sem deixar de lado a experiência na realização de provas do Circuito IRONMAN. Com a transição, passam a fazer parte da Unlimited Sports alguns dos principais colaboradores envolvidos nas edições anteriores. O objetivo é que as provas continuem sendo referência em qualidade técnica, mas que a inovação seja um pilar estrutural e ofereça mais novidades aos atletas e ao mercado esportivo.

Mais informações no site oficial: www.ironmanbrasil.com.br

Share

No Comments

Post a Comment