logo

Bem Vindos ao Nutrição e Desenvolvimento

Horário de Atendimento
Segunda - Sexta 09:00AM - 17:00PM
Sábado - Domingo FECHADO
NOSSA GALERIA

Seg - Sex 9.00 - 17.00

55-11-3845-7267

Whatsapp 55-11-9833-2857

R. Guarará, 529 - Cj. 107 - Jardim Paulista, São Paulo

Top

Ingestão proteica antes de dormir: Potencial para otimizar a recuperação pós-exercício

Fonte: Gatorade Institute

  • A ingestão da proteína dietética imediatamente após o exercício aumenta as taxas de síntese proteica durante estágios agudos da recuperação pós-exercício.
  • As taxas de síntese de proteína muscular são baixas durante uma noite de sono mesmo quando a proteína dietética é ingerida após o exercício.
  • Se a proteína dietética é disponibilizada para o intestino durante o sono, a proteína é normalmente digerida e absorvida, assim aumentando a disponibilidade de aminoácidos plasmáticos e aumentando as taxas de síntese de proteína muscular.
  • A proteína dietética ingerida antes do sono é efetivamente digerida e absorvida durante a noite, assim aumentando a disponibilidade de aminoácidos plasmáticos e estimulando o acúmulo de proteína muscular pós-exercício durante uma noite de sono.

Além da quantidade e da fonte da proteína ingerida durante a recuperação aguda pós-exercícios, o momento da ingestão proteica foi identificado como principal fator modulando o anabolismo da proteína muscular pós-exercícios (Beelen et al., 2011a). Uma oferta direta de proteína dietética após o término dos exercícios mostrou resultar em um equilíbrio proteico mais positivo, quando comparado à proteína oferecida muitas horas após o exercício (Levenhagen et al., 2001). Além disso, estudos recentes sugerem que a co-ingestão de carboidratos (CHO) e proteína antes de e/ou durante exercícios pode aumentar ainda mais o acúmulo de proteína muscular pós-exercício (Beelen et al., 2008a, 2011b; Tipton et al., 2001). O ultimo ponto foi atribuído a uma oferta mais rápida de aminoácidos para o músculo durante os estágios agudos da recuperação pós-exercícios.

No entanto, a ingestão proteica antes de e/ou durante exercícios também pode estimular a síntese de proteína muscular durante exercícios, assim ampliando o tempo para síntese de proteína muscular ser elevada (Beelen et al., 2008a, 2011b; Koopman et al., 2004).

O impacto da ingestão proteica antes, durante e/ou imediatamente após o exercício nas subsequentes taxas de síntese de proteína muscular foi objeto de estudo. De modo geral, a maior parte desses estudos avaliam os efeitos da ingestão de proteína dietética na resposta de síntese de proteína muscular aos exercícios realizados em estado de jejum ao acordar. Sob essas condições, parece razoável presumir que a disponibilidade endógena limitada de aminoácidos do intestino e do pool de aminoácidos livres intramusculares podem evitar um aumento substancial na taxa de síntese de proteína muscular pós-exercícios. Assim sendo, não é de surpreender que os estudos relatam, de maneira consistente, que a oferta de proteína dietética aumenta as taxas de síntese de proteína muscular pós-exercícios. Contudo, em prática diária normal, as atividades esportivas são geralmente realizadas 1-3 h após o consumo de um lanche ou refeição, com muitos atletas não profissionais que se exercitam à noite

Recentemente avaliamos o efeito dos exercícios realizados à noite e a eficácia da ingestão da proteína dietética durante e imediatamente pós-exercícios na síntese de proteína muscular durante subsequentes recuperações após uma noite de sono (Beelen et al., 2008b). Observamos um aumento na síntese proteica durante os estágios agudos da recuperação pós-exercícios quando amplas quantias de proteína foram ingeridas. Todavia, as taxas de síntese de proteína muscular durante uma noite subsequente de sono foram inesperadamente baixas, com valores ainda mais baixos que geralmente observados na manhã seguinte ao jejum de uma noite. Claramente, a ingestão de apenas 20-25 g de proteína dietética durante e/ou imediatamente após o término dos exercícios não é suficiente para maximizar o recondicionamento muscular após uma noite de sono.

Share

No Comments

Post a Comment