logo

Bem Vindos ao Nutrição e Desenvolvimento

Horário de Atendimento
Segunda - Sexta 09:00AM - 17:00PM
Sábado - Domingo FECHADO
NOSSA GALERIA

Seg - Sex 9.00 - 17.00

55-11-3845-7267

Whatsapp 55-11-9833-2857

R. Guarará, 529 - Cj. 58 - Jardim Paulista, São Paulo

Top

Desafio da semana: organize seu tempo e tire uma horinha para fazer exercícios

Fonte: Daquidali

184781711inside_img_principal

Às vezes você tem a impressão de que os dias estão menores? Já se pegou desejando um turno a mais para fazer tudo o que precisa?  De fato, executar todas as tarefas do dia-a-dia é uma verdadeira missão para muitos. Por isso o desafio da semana é: pule da cama uma hora mais cedo ou durma uma hora mais tarde e deixe de lado a desculpa de que falta tempo para fazer exercícios.

Para dar conta da agenda pessoal, profissional, e sobrar uma horinha para cuidar do corpo,organizar corretamente o seu tempo é uma das melhores soluções. Como fazer isso? O Inverno em Ação te ensina, agora! “Muitos até chegam a montar a lista do que precisam fazer, mas por não se planejarem, acabam não priorizando as atividades. Se perdem ao não decidirem por onde começar e quando se dão conta, o tempo já não é mais suficiente para cobrir tudo”, explica Ingrid Lisboa, especialista em gestão e organização de residências.

Organize-se

Faça o teste: monte um cronograma para a sua semana com tudo o que você precisa resolver, em todas as áreas da vida. Parece complicado? Se você, para ter mais tempo, seguir essas três soluções abaixo, vai deixar de ser.

 – Se coloque na agenda. É natural demandar tempo e atenção para os outros, mas faça isso sem esquecer de si mesma. “Planeje ações que possam satisfazer o seu eu, coisas que você gosta, que vão fazer você se sentir bem e mais energizada. Crie compromissos e tarefas ligados a papeis e relacionamentos importantes da sua vida”, frisa Christian Barbosa, especialista em administração do tempo e produtividade. Permita que se exercitar seja uma de suas prioridades.

– Limite seu horário de trabalho. Antes de firmar um compromisso com o relógio, faça-o com sua eficiência. Tente focar-se e organizar-se para ser a mais produtiva possível no horário normal de expediente. Quanto mais você dispersa, mais tempo para se exercitar vai embora. Para Barbosa, o ideal é “começar compreendendo que equilíbrio entre pessoal e profissional está relacionado a viver seu tempo com sabedoria. Se ficar tempo demais em uma determinada área da vida, outras áreas ficarão deficientes”.

– Tenha suas principais metas por escrito. Você sabe aonde quer chegar? Uma vez que você estabelece metas claras, tanto pessoais quanto profissionais, suas ações ficam mais focadas nos resultados. “Indivíduos que possuem metas são mais produtivos e diminuem as circunstâncias indesejáveis. Mantenha suas metas escritas em algum lugar onde possa lê-las, de preferência todos os dias. Crie ações para atingi-las e coloque em sua agenda”, sugere o especialista.

É tempo de ficar em forma

Tirar um momento na sua rotina para se exercitar pode trazer resultados bem maiores do que uma silhueta dos sonhos. O bem estar e a energia se estendem pelas demais horas dos dias da semana (inclusive as de sono), sendo assim, pequenas atitudes mudam tudo. Christian dá três ótimas dicas para você inserir na correria aquele que tem tudo para ser o melhor tempo, feito para cuidar de si mesma. Anote!

Comece aos poucos e com uma meta em vista

Conhecer e respeitar seus limites físicos e mentais é indispensável para começar e não desistir no meio do caminho. “Não adianta achar que logo de início você será uma campeã. Se pegar muito forte no começo, você pode se desestimular. Comece devagar e vá aumentando o ritmo à medida que obtiver resultados. Outra coisa que funciona é estabelecer um objetivo para os primeiros seis meses de sua atividade física, como perder tantos quilos, correr determinada distância, etc.”, diz o especialista.

Trate o exercício como um hobby, não como uma obrigação

O primeiro passo aqui é fazer desse momento algo prazeroso. “Tente ‘experiências de exercícios’. Literalmente, teste. Pense em três ou quatro atividades com os quais você se identifique e agende algumas aulas experimentais. Veja aquela que realmente lhe proporciona diversão e terá encontrado a que mais combina com você. Quando cansar, repita o processo”, sugere Christian.

Selecione horários mais “seguros”

Planejar o tempo aqui é fundamental. A hora de se exercitar não deve ser posta em risco pelos chamados “motivos de força maior”. Barbosa recomenda: “se você estabelecer horários muito próximos dos de trabalho, a chance de acontecer um imprevisto e você faltar a atividade escolhida, é grande. No começo, para evitar as desculpas de tempo, crie horários alternativos como bem à noite ou logo cedo, sábado, domingo, etc. Se você viaja bastante, pode aproveitar a academia do hotel ou até levar uma corda de pular na mala e fazer uns 20 minutos do seu exercício. Quando a gente realmente gosta de algo, tempo não é desculpa”.

Se exercitar traz benefícios relevantes para a saúde do corpo e da mente. A prática gera melhorias no sistema cardiorrespiratório, combate a depressão e até redução de alguns tipos de câncer. “Ao fazer uma atividade física, você libera endorfina, um neurotransmissor que relaxa e dá prazer, despertando a sensação de bem-estar. Algumas pesquisas creditam à endorfina propriedades de analgésico, aliviando dores e inclusive ajudando a combater a depressão. Claro que chocolate e pimenta também estimulam a produção de endorfina, mascom esporte você não engorda, não é?”, lembra Christian.

Sem ordem não há progresso

A principal característica das pessoas que não se planejam é deixar que as coisas aconteçam a medida em que elas vão levando o dia. “É como se elas só cuidassem das urgências. Fazem só o que o dia pede, para não ficarem penduradas por um fio”, diz a Ingrid. Entretanto, só é interessante que você se proponha a acordar mais cedo ou dormir mais tarde, quando, de fato, vai ter algo para cumprir. É justamente o planejamento feito no dia anterior que vai conferir a esse tempo o status de precioso. Mesmo que seja apenas uma hora, que seja bem aproveitada. Para isso, evitar distrações como celular e bate-papo com os amigos durante o treino ajuda muito!

É bom saber!

As primeiras três ou quatro semanas, configuram o tempo de adaptação do cérebro para rotinas novas e podem não ser tão fáceis. “Ele e o corpo são movidos por hábitos, e isso é salutar. É importante respeitar o prazo de adaptação e não dá pra desistir se ficar com sono! Isso não depende de nível de inteligência, força física ou qualquer outro fator, é uma característica humana mesmo”, esclarece a profissional.

Alimentos que ajudam

Que alimentos você deve incluir no seu cardápio para não deixar que essa horinha extra te deixe com mais sono ou mais cansada? Priscila Machado, especialista em nutrição e esporte, é quem revela todos os segredos para um menu que vai te manter esperta o dia inteiro!

Para ter disposição

Se a pessoa acorda com fome e vai fazer um exercício com peso, ela pode comer uma das sugestões abaixo.

– 1 banana amassada com 1 scoop de whey protein

– 1 torrada com queijo cottage

– 1 rodela de batata doce com um fio de azeite

Se você se exercita à tarde ou à noite

Aqui, a recomendação mais importante é: fazer o exercício antes de uma refeição principal. “Ela deve ser utilizada como repositora”, explica a nutricionista. Nesses casos, o jantar pode ser uma omelete, uma batata doce cozida ou uma deliciosa salada de atum.

Para quem acorda sem fome

Muita gente tem dificuldade para acordar e se alimentar. “Para elas, a ingestão de isotônicos durante o exercício é uma ótima opção”, diz Priscila. Outros alimentos recomendados são frutas como pera, banana, fruta do conde, abacaxi, melancia, kiwi, e uma gostosa água de coco. Isso até voltar da atividade e tomar seu café da manhã normalmente.

Para estimular o sono mais cedo

Alguns alimentos são uma ótima ajuda para viabilizar aquela noite de sono energizante. São eles: abóbora cozida, salada cozida, alimentos quentes, caldos, sopas, purês, carne branca, abobrinha, batata doce e lentilha.

O que não comer?

Bom, você talvez não lerá nenhum alimento surpresa: evite os chocolates, frituras, alimentos de difícil digestão como feijoada, ou com muito açúcar como sorvetes e sobremesas.

Dicas

– Não fique sem comer e depois vá malhar. Essa é para quem toma café muito cedo e se exercita na hora do almoço ou para quem almoça e se exercita no fim da tarde ou começo da noite.

– Coma nos intervalos regulares para não ter hipoglicemia (pouco açúcar no sangue), que dá sono e preguiça.

– Você pode ingerir termogênicos (que aceleram o metabolismo) naturais como gengibre e pimenta, mas os mais potentes são café e o cacau (chocolate meio ou amargo).

+ Já conhece a página de TRYON no Facebook? Clique aqui

Share

No Comments

Post a Comment